A Hora é Agora: como realizar um autoteste de HIV sem traumas

A Hora é Agora: como realizar um autoteste de HIV sem traumas

 

Homens da cidade de São Paulo que fazem sexo com homens têm um apoio importante do Governo do Estado e de outros parceiros no combate à Aids. Um desses exemplos é a ONG A Hora é Agora, que incentiva esse público-alvo a realizar o autoteste, um novo teste de triagem para HIV, com orientação online.

Nele o procedimento é feito e interpretado, de maneira simples e rápida, pela própria pessoa, na hora e lugar que desejar, sem a necessidade de um laboratório nem de um profissional da saúde.

Esse autoteste é feito por coleta na boca, sem dor e complicações. Sua função é detectar os anticorpos anti-HIV presentes no fluido oral. A facilidade, segurança e eficiência em sua realização permitem que, com o procedimento, seja possível ampliar a cobertura de testagem para HIV, principalmente àqueles que não têm acesso fácil para exames convencionais.

Por isso a importância de espalhar a notícia de que um exame tão fácil já pode ser realizado, afinal, quanto mais prematuramente for descoberto o vírus, maiores as chances de combater a Aids, como frisa a Dra. Maria Clara Gianna, diretora técnica do Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS-SP da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo.

“Se a pessoa identificar o vírus no momento adequado, vai ser mais simples o tratamento da Aids, e os medicamentos terão efeito maior”, esclarece.

Por meio do site http://www.ahoraeagora.org, o paciente tem todas as informações a respeito do autoteste. Por exemplo, que esses anticorpos geralmente passam a ser detectados 25 a 30 dias após a infecção pelo vírus, isto é, algumas pessoas podem estar infectadas pelo HIV e ter um autoteste com resultado ainda não reagente/negativo.As pessoas produzem anticorpos em prazos diferentes e algumas podem levar até 90 dias para terem anticorpos detectáveis. Depois desse período o autoteste é bastante eficiente na identificação de pessoas que vivem com HIV.

Todas, absolutamente todas as etapas do processo estão descritas no portal, que mostra o procedimento em vídeo, traz uma calculadora de riscos e, claro, como pode ser feita a prevenção.

Pedro Borges, profissional autônomo da capital paulista, realizou o procedimento e enfatizou a necessidade de esclarecer o quanto o processo é simples. “Achei que doeria, mas o exame foi sem traumas. É interessante saber que evoluímos a ponto de conseguir realizar um autoteste. A população tem de se conscientizar.”

O projeto é composto por mais de 10 parceiros sérios em todas as etapas do processo. A hora de testar é agora. Acesse: https://www.ahoraeagora.org/sp/

COMENTÁRIOS