Alckmin inicia obras das Clínicas “Saúde em Ação” na Região do Vale do Ribeira

Alckmin inicia obras das Clínicas “Saúde em Ação” na Região do Vale do Ribeira

14 unidades de saúde serão construídas pelo Governo do Estado em parceria com o BID; valor total do investimento será de R$ 46 milhões

O governador Geraldo Alckmin inicia nesta segunda, dia 10 de outubro, as obras para a construção da Clínica “Saúde em Ação” no município de Registro.

O investimento integra o programa “Saúde em Ação”, criado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo para fortalecer a rede pública do Estado por meio de uma parceria inédita com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Somente na região do Vale do Ribeira serão construídas outras 13 clínicas de saúde nos municípios de Barra do Turvo, Jacupiranga, Miracatu, Sete Barras, Pedro de Toledo, Iporanga, Eldorado, Pariquera-Açu, Ilha Comprida, Cajati, Cananéia, Juquiá e Itariri. A previsão é que as obras sejam concluídas no segundo semestre de 2017.

No total serão investidos R$ 46 milhões na criação das clínicas, sendo R$ 41 milhões para obras e R$ 5 milhões para compra de equipamentos. Além disso, ainda serão implantados na região o Hospital Estadual de Registro, já em obras, e dois CAPs (Centros de Atenção Psicossocial), nos municípios de Jacupiranga e Juquiá.

“O Governo do Estado está sempre em busca de parcerias que visem ampliar a oferta de serviços e facilitar o acesso da população ao Sistema Único de Saúde (SUS), destaca o David Uip, Secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

O programa “Saúde em Ação” prevê a realização de mais de 160 obras de construção ou reforma de clinicas de saúde, construções de hospitais, ambulatórios de especialidades e CAPs localizados nas regiões de Bauru, Campinas, Vale do Ribeira, Vale do Jurumirim e Sorocaba, por meio do financiamento de 70% do valor investido pelo BID, com a contrapartida de 30% de recursos do tesouro do Estado.

As regiões que irão receber os investimentos do BID foram escolhidas pela Secretaria após um estudo que teve como critérios questões epidemiológicas e necessidades regionais.

COMENTÁRIOS