Alckmin leva Instituto do Câncer de SP para Osasco

Alckmin leva Instituto do Câncer de SP para Osasco

‘Filial’ do maior centro de Oncologia da América latina atenderá mensalmente, a partir de agosto, 4 mil pacientes de 7 municípios da região

         O governador Geraldo Alckmin assinou nesta quinta-feira, 22 de maio, convênio para a abertura de uma ‘filial’ do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira, maior centro especializado em Oncologia da América Latina, na cidade de Osasco, região metropolitana da Grande São Paulo. A nova unidade integrará a Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer do governo paulista.

Com o mesmo modelo humanizado de atendimento do Icesp, o novo hospital atenderá mensalmente quatro mil pacientes por mês de sete municípios da região. O convênio será uma parceria da Secretaria de Estado da Saúde com a Fundação Faculdade de Medicina, que irá gerir o “Icesp 2”, em Osasco, a exemplo da unidade da capital paulista.

Foram investidos mais de R$ 12,9 milhões, pelo governo do Estado, para obras e aquisição de equipamentos. Quando estiver funcionando em plena capacidade, a nova unidade receberá R$ 3,5 milhões por mês de custeio do tesouro estadual.

Atualmente, 11% dos 36 mil pacientes atendidos por mês no Icesp são dos sete municípios da Rota dos Bandeirantes, que contempla as cidades de Barueri, Carapicuiba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba. Com a nova unidade, esses pacientes não precisarão mais se deslocar até a cidade de São Paulo para se submeterem a uma série de procedimentos.

A nova unidade será responsável por praticamente todo o atendimento oncológico dos pacientes. Apenas os casos mais complexos, como cirurgias, continuarão sendo encaminhados à capital paulista. O Icesp Osasco contará com três equipamentos de radioterapia e 12 poltronas de quimioterapia, além de consultas ambulatoriais.

A nova unidade será implantada em quatro etapas. A primeira será entregue no inicio de agosto, com a ala quimioterápica e consultas médicas. A previsão é até o final do próximo ano o Icesp Osasco esteja em pleno funcionamento.

“A unidade do Instituto do Câncer em Osasco representa um grande avanço na saúde dos nossos pacientes oncológicos, que evitarão o deslocamento até São Paulo e também receberão um atendimento humanizado e de qualidade”, avalia o diretor geral do Icesp, Paulo Hoff.

“O Icesp Osasco é um exemplo de atendimento de alta complexidade absolutamente regionalizado, próximo de onde as pessoas residem, que o governo vem trabalhando para implantar em todo o Estado de São Paulo”, afirma David Uip, secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

COMENTÁRIOS