AMEs Itapetininga e Tupã alcançam 99,9% de aprovação no atendimento

AMEs Itapetininga e Tupã alcançam 99,9% de aprovação no atendimento

Os Ambulatórios Médicos de Especialidades de Bauru, Itapetininga e Tupã, unidades estaduais sob gestão da Famesp, conquistaram um excelente índice de aprovação em pesquisa feita pelo Monitoramento dos Indicadores Valoráveis da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. No último trimestre, os AMEs de Itapetininga e Tupã ficaram com 99,9% e o AME de Bauru recebeu 99% de satisfação.

Nas pesquisas que são realizadas diariamente, com os usuários, após o atendimento médico, de exame e procedimento cirúrgico, foram avaliados critérios como Espaço Físico, Recepção, Atendimento Médico, Atendimento de Enfermagem, Outros profissionais, Cirurgia, Consulta e Exame.

Segundo o relatório emitido neste mês, o Ambulatório cumpriu integralmente todos os indicadores de qualidade e produtividade no primeiro semestre de 2019.

A gerente administrativa dos AMEs geridos pela Famesp, Roberta Fiuza Ramos, ressalta que esse índice de aprovação é reflexo do trabalho integrado das equipes multidisciplinares que atuam nos três ambulatórios.“Trabalhamos diariamente para melhorar a qualidade dos serviços e cumprir nossa missão da melhor forma. Essa alta aprovação nos deixa muito felizes. É sinal de que estamos no caminho certo”, destaca.

Os Ames de Tupã, Bauru e Itapetininga estão sob gestão da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp) desde 2010. E nesse período, ano a ano, os ambulatórios vêm recebendo o reconhecimento dos pacientes em forma de avaliação dos atendimentos.

Atendimento

Somente a unidade de Tupã atende 19 municípios do Departamento Regional de Saúde Marília (DRS-XI). Já o ambulatório de Itapetininga atende mais 13 municípios, compreendidos pelo do Departamento Regional de Saúde Sorocaba (DRS-XVI). E o AME de Bauru recebe pacientes de 18 municípios da microrregião compreendida pelo Departamento Regional de Saúde Bauru (DRS-VI). Juntos, os ambulatórios atendem 50 municípios do Estado de São Paulo e cada um deles realiza, em média, de 6.000 a 7.000 consultados médicas por mês

COMENTÁRIOS