Ansiedade e depressão atingem mais da metade dos pacientes em AME Psiquiatria em SP

Ansiedade e depressão atingem mais da metade dos pacientes em AME Psiquiatria em SP

Serviço estadual na zona Norte de São Paulo já atendeu mais de 18 mil pacientes desde sua inauguração, em 2010

Um levantamento realizado no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Psiquiatria, unidade da Secretaria de Estado da Saúde gerenciada pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), na zona Norte da capital paulista revelou que 58,3% dos pacientes atendidos no local apresentam sintomas de ansiedade (29,4%) ou depressão (28,9%).

Os demais atendimentos ocorrem por transtornos psicóticos (9,7%), mentais orgânicos (6,4%), como demência, e decorrentes do uso e abuso de substâncias (5,9%), por exemplo.

“A saúde mental não é algo fácil de definir, pois está relacionada a uma variedade de coisas, todas ligadas ao bem-estar, mas que leva em conta o meio e a cultura onde o indivíduo está inserido, que influenciam seu quadro”, explica a psiquiatra Denise Amino, diretora da unidade.

Desde sua inauguração em agosto de 2010, o AME Psiquiatria já atendeu aproximadamente 18 mil pacientes, realizando, em média, 5.700 atendimentos por mês.

Atualmente, a unidade conta com cerca de 4.000 pacientes em tratamento, em cinco linhas de cuidado – transtornos afetivos e de ansiedade (52%), psiquiatria geriátrica (19%), transtornos psicóticos e esquizofrenia (11%), psiquiatria da infância e adolescência (10%) e transtornos ligados ao uso de álcool e outras drogas (8%).

Localizado na região de Vila Maria, em São Paulo, no AME Psiquiatria oferece atendimentos psicológico, psiquiátrico, de terapia ocupacional, enfermagem e serviço social, para pacientes com encaminhamento. A equipe do ambulatório utiliza o modelo de Gerenciamento de Caso Eletrônico, que permite um acompanhamento mais eficaz dos pacientes. Com isso, a adesão ao tratamento chegou, em média, a 80% em 2013. Segundo a literatura médica, a adesão a tratamentos similares aos oferecidos no AME é de 60%.

Os transtornos mentais afetam, em algum momento da vida, uma em cada quatro pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde. Dados indicam que, até 2030, a depressão será a segunda maior causa de incapacitação por doença em países de renda média e a terceira maior em países de baixa renda.

COMENTÁRIOS