Butantan faz votação para escolher nome de filhote de sucuri

Butantan faz votação para escolher nome de filhote de sucuri

Espécie foi reproduzida no Museu Biológico da instituição, que está em cartaz com a exposição ‘Gigantes da Floresta’

         O Instituto Butantan, unidade ligada à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e um dos maiores centros de pesquisas biomédicas do mundo, decidiu promover uma votação pública para escolher no nome do novo morador do Museu Biológico: um filhote de sucuri, também conhecida como anaconda. A eleição faz parte da exposição especial “Gigantes da Floresta”, que traz curiosidades desses animais.

Os visitantes poderão escolher entre cinco nomes: Suri, Lineu, Abaré (amigo em tupi guarani), Surucuriju (nome dado às anacondas na região Norte do país) e Boiúna (nome de lenda indígena relacionada às anacondas). A votação acontece até o dia 24 de novembro no Museu Biológico da instituição.

O filhote é fruto de uma reprodução em cativeiro, que ocorreu no terrário das sucuris do Museu. Esta reprodução gerou outros 16 filhotes de anacondas, com cerca de 80 cm de comprimentos cada, e é a primeira desta espécie a acontecer no local.

Para comemorar o nascimento, o Museu Biológico está em cartaz com a exposição “Gigantes da Floresta”, que reproduz o habitat natural das sucuris e reúne diversos animais pertencentes a região amazônica. A exposição traz curiosidades sobre esta serpente não peçonhenta que pode chegar a até 10 metros de comprimento.

“O nascimento das anacondas e a exposição em cartaz no Museu chamam a atenção para a importância da preservação da espécie. O objetivo é aproximar o público deste universo, desmistificando mitos e ensinando sobre o trabalho de conservação das espécies”, afirma o diretor do Museu Biológico, Giuseppe Puorto.

O Instituto Butantan fica na avenida Vital Brasil 1.500, na zona oeste da capital e os museus abrem de terça a domingo, das 9h às 16h30. A entrada, que custa R$ 6, dá acesso aos três museus da instituição (Histórico, Biológico e Microbiologia).

Estudantes com identificação pagam R$ 2,50 e crianças de até sete anos, idosos a partir de 60 anos e portadores de necessidades especiais não pagam.

 

COMENTÁRIOS