“Caça” ao Aedes aegypti segue em Marechal Rondon

“Caça” ao Aedes aegypti segue em Marechal Rondon

O Governo do Estado de São Paulo realiza um grande arrastão de limpeza e ‘caça’ ao Aedes aegypti nas margens da Rodovia Marechal Rondon nesta quarta-feira, 13 de fevereiro, terceiro dia da Semana de Mobilização de Combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus.

A ação, que ocorre simultaneamente em diversas rodovias paulistas, é organizada pela Secretaria de Estado da Saúde em conjunto com a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). A finalidade é coletar entulhos, como pneus, móveis velhos e outros itens descartados indevidamente nas margens de estradas, que podem acumular água e servir de criadouros para o Aedes. Além da grande ‘faxina’, panfletos com orientações serão entregues em praças de pedágios e mensagens serão exibidas nos letreiros luminosos.

Na Rondon – SP 300, o ponto de encontro será a base SAU (Sistema de Atendimento aos Usuários) em Agudos, localizada no km 320+700, pista Leste da rodovia. A partir das 10h, o Secretário Executivo de Estado da Saúde, Alberto Kanamura, se encontra com apoiadores da iniciativa – profissionais da Vigilância Epidemiológica e da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), além de representantes da Defesa Civil, da concessionária Rodovias do Tietê e da Prefeitura de Agudos. Na sequência, as equipes trabalham na limpeza das margens da rodovia.

A medida é parte do Plano Estadual para enfrentamento do mosquito, que prevê ações integradas entre as Secretarias da Saúde, Educação, Infraestrutura e Meio Ambiente, Defesa Civil, Artesp (Agência de Transporte do Estado de SP), além de apoio das prefeituras e da população paulista.

Dúvidas da população serão esclarecidas pela diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica estadual, Regiane de Paula, por meio de uma Live no Facebook da Secretaria (https://www.facebook.com/spsaude/), que acontece no dia 14, às 11h.

O ‘Dia D’ nas escolas estaduais acontece na sexta-feira (15), quando a Secretaria de Estado da Educação mobiliza mais de 3,5 milhões de alunos para uma grande caça ao mosquito em cerca de 5,5 mil unidades da rede educacional. Exposições serão organizadas para que crianças e adolescentes possam conhecer de perto todas as fases de evolução do Aedes aegypti, por meio de um estande de amostras do mosquito e explicações de técnicos da Sucen.

Os parques estaduais passarão por varreduras no sábado (16), com um trabalho conjunto das equipes da Sucen, Defesa Civil e da Secretaria de Meio Ambiente.

A semana ainda inclui visitas técnicas em serviços de saúde, videoconferências e capacitações de profissionais de saúde para manejo clínico de pacientes com suspeita de dengue.

“Nesse terceiro dia de trabalho integrado com órgãos do Governo do Estado e Prefeituras, vamos percorrer margens de rodovias numa verdadeira ‘caça’ ao Aedes aegypti. Desde segunda-feira (11), já estivemos em São José do Rio Preto, Andradina, São Joaquim da Barra e Ribeirão Preto nessa grande mobilização para prevenir a população da dengue, zika e chikungunya. Contamos com apoio de todos”, afirma o Secretário Executivo de Estado da Saúde, Alberto Kanamura.

“Nosso objetivo com esse trabalho conjunto com outras secretarias e órgãos do Governo do Estado, das Prefeituras e da população é reduzir ao máximo as chances de proliferação do Aedes aegypti, contribuindo para minimizar os riscos de infecção pelos vírus da dengue, zika e chikungunya. Contamos com apoio de todos nessa Semana Estadual de Mobilização”, destaca o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

No mês de janeiro foram registrados 4.595 casos confirmados de dengue. Dez cidades concentram 77,4% dos casos de dengue confirmados e somam 3.507 casos. A saber: Andradina (1.250 casos); Bauru (945); Araraquara (490); São José do Rio Preto (231); Barretos (155); São Joaquim da Barra (120); Agudos (118); Palestina (98); São Paulo (86) e Ribeirão Preto (68).

COMENTÁRIOS