Campanha de vacinação contra sarampo focada em jovens termina amanhã (16)

Campanha de vacinação contra sarampo focada em jovens termina amanhã (16)

A campanha de vacinação contra sarampo focada em jovens de 15 a 29 anos em 15 municípios de São Paulo vai até esta sexta-feira (16). O público-alvo é considerado mais vulnerável a infecções devido a menor procura pela segunda dose da vacina. Desde o início da campanha, no dia 10 de junho, a meta era vacinar vacinar 2,9 milhões jovens paulistanos.

Essa faixa etária concentra 44,4% dos casos. O público-alvo é de 4,4 milhões de pessoas e desde 10 de junho, até 8 de agosto, 1,2 milhão de jovens foram imunizados.

“Essa população corresponde a quase 50% do público-alvo, por isso contemplamos esse público jovem”, explica a odo o território. Melhorar a cobertura vacinal é fundamental para a prevenção”, explica a diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica, Regiane de Paula.

“A Secretaria faz monitoramento ininterrupto no Estado quanto a circulação de todas às doenças. Com esta campanha, queremos vacinar e proteger a população jovem e interromper a transmissão do sarampo nesses locais”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

 

Campanha segue entre bebês de seis a 12 meses 

São Paulo está vacinando contra sarampo bebês com idade entre 6 meses a menores de 12 meses que residem ou têm viagens programadas para cidades com casos confirmados da doença. A estratégia passa a abranger 50 cidades paulistas (confira lista abaixo), incluindo 11 novos municípios inseridos no boletim divulgado nesta terça-feira (13).

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. No caso dos bebês que vão viajar para esses locais, a vacinação deve ser feita pelo menos 15 dias antes do deslocamento.

A aplicação da chamada “dose D” visa proteger as crianças e não será contabilizada no calendário nacional de vacinação da criança, ou seja, os pais ou responsáveis deverão levar as crianças aos postos para receber a tríplice viral aos 12 meses e também aos 15 meses para aplicação do reforço com a tetraviral, que protege também contra varicela. Após a aplicação da “dose D”, é preciso aguardar pelo menos 30 dias para aplicação da tríplice aos 12 meses, como prevê o calendário.

MUNICÍPIOS Nº DE CASOS
Atibaia 1
Barueri 3
Caçapava 10
Caieiras 3
Campinas 6
Capela do Alto* 1
Carapicuíba 1
Diadema 7
Embu 1
Fernandópolis 27
Franca* 1
Francisco Morato 2
Franco da Rocha* 2
Guarulhos 39
Hortolândia 1
Indaiatuba 3
Itapetininga 1
Itaquaquecetuba 2
Itu* 1
Jales 1
José Bonifácio* 1
Jundiaí 1
Mairiporã 13
Marília* 1
Mauá 15
Mogi das Cruzes 3
Osasco 11
Peruíbe 2
Piracaia* 1
Pindamonhangaba 3
Poá* 1
Praia Grande 2
Ribeirão Pires 9
Ribeirão Preto 3
Rio Grande da Serra 2
Santo André 41
Santos 24
São Bernardo do Campo 32
São Caetano do Sul 14
São José do Rio Preto 5
São José dos Campos 5
São Paulo – Capital 997
Sertãozinho* 2
Sorocaba 8
Sumaré 1
Taboão da Serra 2
Taquaritinga* 1
Taubaté 3
Valinhos* 1
Votorantim* 2

 

COMENTÁRIOS