Casarão do centenário Instituto Pasteur, na Paulista, é revitalizado

Casarão do centenário Instituto Pasteur, na Paulista, é revitalizado

Com investimento de R$ 927,8 mil, imóvel de instituição do governo estadual referência no controle da raiva foi restaurado e modernizado

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo entrega nesta segunda-feira, 7 de julho, as obras de revitalização e modernização do Instituto Pasteur, localizado em um casarão do número 393 da avenida Paulista.

Referência nacional em controle da raiva animal e humana, o Pasteur recebeu diversas obras de melhorias. Com investimento total de R$ 927,8 mil da Secretaria de Estado da Saúde, foram restauradas a fachada e os muros do prédio, com a recuperação e pintura da estrutura centenária, instalação de um sistema de drenagem de águas pluviais, e revestimento em mármore da escada de acesso da entrada principal, que foi totalmente refeita.

Todo o piso da unidade foi reformado e readequado, com a retirada de imperfeições, revestimento e modernização do pavimento e pintura. Também foi feita a troca das instalações elétricas e hidráulicas e a instalação de uma nova estrutura para elevadores.

O Instituto também recebeu novos equipamentos visando otimizar ainda mais as pesquisas e controle do vírus da raiva. Foram adquiridos máquinas, incubadoras, microscópios, microondas, balanças, freezers, entre outros equipamentos.

Essas melhorias fazem parte de um pacote de investimentos que o governo do Estado vem realizando na unidade desde 2012, quando R$ 265,9 mil foram investidos para adequação da sala operacional e criação de uma central de resíduos e também para a reforma das calçadas do Instituto.

“O Instituto Pasteur tem papel fundamental no suporte à vigilância e controle da raiva no estado, realizando o diagnóstico e análise sorológica da doença. Além disso, o casarão que abriga o instituto tem inestimável valor para a história da saúde pública paulista”, afirma o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, David Uip.

 

O Instituto 

Fundado em 5 de agosto de 1903, o Instituto Pasteur adquiriu como sede o prédio da avenida Paulista em 18 de fevereiro de 1904. Instalado até hoje no mesmo casarão, é responsável pelo controle da raiva animal e humana no Estado. Realiza diagnóstico virológico e sorológico, identificação morfométrica e genética dos reservatórios silvestres do vírus da raiva.

Além disso, o Pasteur desenvolve pesquisas aplicadas e produz insumos que são distribuídos para toda rede de diagnóstico do país, contribuindo para a Vigilância da Raiva no Brasil. Anualmente, o laboratório do Instituto Pasteur realiza 8 mil exames virológicos e  20.000 sorológicos.

É, ainda, Laboratório de Referência para o Ministério da Saúde, realizando a caracterização antigênica e genética dos isolados de vírus da raiva do país, em humanos e em diferentes espécies animais, o que contribui para o conhecimento da Epidemiologia da raiva no Brasil.

COMENTÁRIOS