Casos de dengue caem pela metade no Estado de São Paulo

Casos de dengue caem pela metade no Estado de São Paulo

Cinco de 645 cidades paulistas concentram 60% das infecções registradas de janeiro a maio, aponta novo balanço

          O número de casos de dengue registrados entre os meses de janeiro e maio deste ano no Estado de São Paulo caiu 51,3% em relação ao mesmo período de 2013.

É o que aponta o mais recente balanço da Secretaria de Estado da Saúde, com base nos dados informados pelos municípios paulistas por intermédio do Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação).

Foram 94.246 casos autóctones (com transmissão dentro do Estado) da doença confirmados nos cinco primeiros meses de 2014, contra 193.771 registrados de janeiro a maio do ano passado.

Cinco municípios paulistas concentram 60% do total de infecções pelo vírus da dengue neste ano: Campinas (31.637), São Paulo (8.542), Americana (8.477), Taubaté (4.554) e Jaú (3.148).

A Secretaria investe cerca de R$ 50 milhões por ano para auxiliar os municípios no combate à dengue. Cerca de 1.000 agentes da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) em 11 pólos regionais são treinados para apoiar as prefeituras em ações de nebulização, visitas domiciliares e de imóveis estratégicos.

Além disso a Secretaria promove constantes capacitações dos agentes municipais para controle do vetor transmissor da doença (Aedes aegypti), treina profissionais de saúde para manejo clínico dos casos suspeitos e garante a realização de exames de sorologia para dengue por intermédio da rede de laboratórios do Instituto Adolfo Lutz.

É fundamental que a população seja parceira do poder público no combate ao mosquito da dengue, uma vez que 80% dos criadouros do Aedes aegypti estão no interior das residências.

COMENTÁRIOS