#CompartilheaVida: “Tive uma segunda chance de vida”

#CompartilheaVida: “Tive uma segunda chance de vida”

Airton teve uma hepatite fulminante aos 22 anos. Da noite para o dia, começou apresentar sintomas de falência hepática. A pele amarelada, as dores nos tendões e as fortes dores de cabeça o fizeram procurar rapidamente o hospital. Descobriu que ali tinha poucas chances de sair com vida.

O quadro de Airton era grave. Em poucas horas de internação, o seu fígado parou totalmente de funcionar e apenas um transplante de emergência o salvaria. A doença atingiu também o seu sistema nervoso e ele chegou a esquecer o próprio nome. Sem muitas esperanças, os médicos permitiram que visse pela última vez os seus amigos e familiares.

Porém, depois de complicados e decisivos dias, um órgão compatível chegou ao hospital. O jovem foi encaminhado com urgência máxima para um transplante no Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus Zerbini. Após o procedimento, apresentou uma surpreende recuperação. Em menos de um mês já estava em casa e com uma nova chance de vida.

Hoje, aos 25 anos, leva uma vida normal e saudável como a de qualquer um.

Airton aprendeu o verdadeiro significado da vida e compartilhou a sua história de superação com a gente. Obrigado Airton por fazer parte dessa iniciativa. #CompartilheAVida.

COMENTÁRIOS