Compra de alimentos em festas juninas requer cuidados

Compra de alimentos em festas juninas requer cuidados

Junho e julho são os meses das festas juninas e julinas e das comidas típicas da época. A Fundação Procon-SP tem orientações específicas para esse período a respeito dos cuidados na hora de consumir alimentos nesses eventos.

Embalagens
Nas embalagens dos produtos devem conter a identificação do fabricante ou importador, prazo de validade, ingredientes, peso e origem. Tudo isso deve estar em língua portuguesa.

Peso e aparência
Quem comprar produtos “in natura” ou a granel, deve ficar atento ao peso e a aparência do produto. Quando expostos, eles devem estar protegidos de poeira, insetos e etc. As informações sobre o prazo de validade e procedência devem ser apresentadas por meio de cartazes ou placas.

No caso de irregularidades, o responsável é o fornecedor imediato (feirante, supermercadista ou lojista). A pesagem deve ser feita na frente do consumidor e a balança tem que estar nivelada e conter o selo de aprovação do Inmetro.

Higiene
Antes de consumir alimentos em quermesses, observe a higiene do local e do produto que está sendo vendido.

Fogos de artifício

Além das comidas típicas, os fogos de artifício também são tradicionais nesta época do ano. Ao comprar, é importante estar atento às informações sobre quantidade, manuseio e riscos que podem causar.

As instruções devem estar impressas na mercadoria de forma clara, precisa e, por se tratar de um produto perigoso, ostensivamente. Siga rigorosamente as orientações de armazenamento, transporte e uso indicadas na embalagem.

Mas, lembre-se: adultos devem impedir o manuseio de fogos de artifício por adolescentes e crianças. A venda desses produtos é proibida para menores de 18 anos. Além disso, certifique-se de que está em local adequado para soltar os fogos, e que não há riscos de causar acidentes a terceiros nem provocar incêndios.

COMENTÁRIOS