Corujão da Saúde realiza mais de 100 mil exames diagnósticos

Corujão da Saúde realiza mais de 100 mil exames diagnósticos

 

O Governo do Estado lançou neste ano o Corujão da Saúde para zerar a demanda reprimida de 2018 dos exames de endoscopia, mamografia e ultrassonografia. O programa já realizou cerca de 200 mil agendamentos e realizou mais de 115 mil exames diagnósticos.

A primeira fase do programa foi implantada nas regiões da Grande São Paulo, Campinas e Vale do Paraíba e os exames foram realizados em unidades referência como o Sírio Libanês, HCor e Albert Einstein, além da expansão da agenda nos serviços próprios do Governo do Estado, como hospitais estaduais e Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs).

Na segunda etapa, em abril, o programa foi implantado nas regiões da Baixada Santista, São José do Rio Preto, Bauru e Presidente Prudente.

Já na terceira, lançada em junho, o programa foi expandido para as regiões de Araçatuba, Araraquara, Barretos, Franca, Marília, Piracicaba, Registro, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista e Sorocaba. Com isso, todas as regionais de saúde do Estado foram cobertas pelo programa.

Os exames são realizados em horários estendidos até as 23h, por meio da parceria com os parceiros privados, bem como da ampliação da oferta nos serviços da rede própria estadual – hospitais e AMEs. A contratação dos parceiros privados ocorre  mediante chamamento público, com publicações em Diário Oficial. Os exames realizados na rede privada são pagos com base na tabela SUS.

Também foi lançada, em junho, uma vertente temática: o “Corujão da Catarata”, com a finalidade de zerar a demanda reprimida de cirurgias de catarata em todas as regiões do Estado.

A iniciativa inédita permitiu a realização de 6,3 mil cirurgias extras de catarata entre maio e julho. Os procedimentos foram feitos em pacientes que estavam cadastrados na Central de Regulação de Vagas do Estado (Cross), que já possuem indicação médica e aptos a realizá-los.

Participaram da iniciativa 36 serviços estaduais de saúde – 27 AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades) e 9 hospitais.

 

COMENTÁRIOS