Curta o Lollapalooza sem preocupação. Hidrate-se e coma bem

Curta o Lollapalooza sem preocupação. Hidrate-se e coma bem

Entre sexta e domingo (23 a 25 de março) acontece em São Paulo, no Autódromo de Interlagos, o Festival Lollapalooza 2018. Serão 72 atrações musicais divididas em três dias de evento. Além de se preocupar em ver a sua banda ou cantor favorito, o público que vai ao Autódromo deve se atentar a alguns cuidados básicos para que a diversão não fique comprometida.

Faça chuva ou faça sol, é extremamente importante manter-se hidratado e bem alimentado para aguentar três dias de festival e horas e mais horas de shows. O Autódromo é extenso e as distâncias percorridas entre um palco e outro podem ser bem grandes. Por isso, lembre-se de beber água sempre que possível. O evento permite a entrada de copos de água apenas.

“Eletrólitos são minerais que se perdem no momento que fazemos algum tipo de esforço físico e não são repostos com frutas e água, por isso é importante beber água de coco ou isotônicos”, recomenda a nutricionista Karin Klack, da Divisão de Nutrição e Dietética do Instituto Central do Hospital das Clínicas da FMUSP.

Karin também recomenda dar preferência a lanches naturais feitos em casa, frutas picadas e barrinhas de cereal. “Não dá para confiar em produtos consumidos na rua, pois não dá para saber como o alimento foi conservado ou se está dentro da validade”.

O estudante Daniel Nogueira pretender curtir os três dias de festival integralmente. Por experiência própria, vai procurar se alimentar bem sempre que for possível. “Há alguns, fui a um festival e não comi nada, apenas bebi cerveja. Ao fim do dia, quase desmaiei, mas fui salvo por uma amiga que tinha uma barrinha”, lembra ele.

Quem acha que um festival com essa duração acaba no domingo, se engana. Nos dias posteriores, é bom repor os nutrientes perdidos. “Na última edição do Lolla, depois de dois dias bebendo e comendo muito mal e andando debaixo do sol, meu corpo estava bastante dolorido”, comenta o estudante Maurício Amendola, que irá retornar ao evento neste ano.

“O ideal é seguir uma alimentação mais natural possível, fracionada em seis refeições, com pequenas porções”, comenta Jane Lopes de Souza, nutricionista do ICESP.

COMENTÁRIOS