Diabetes: saiba como se alimentar bem

Diabetes: saiba como se alimentar bem

 

Pessoas que sofrem com diabetes devem ter certos cuidados com as refeições. Há, no entanto, muitos mitos sobre como deve se alimentar quem sofre com a doença. Não há a necessidade de cortar em definitivo carnes, nem carboidratos. O segredo é a moderação, explica a nutricionista Karin Klack, da Divisão de Nutrição e Dietética do Instituto Central do Hospital das Clínicas da FMUSP.

“Carboidratos complexos como tortas, massas e arroz, batata e mandioca devem ser consumidos com moderação, dando preferência aos integrais”, explica ela. “Eles são fundamentais para a dieta de uma pessoa diabética, pois as fibras impedem a absorção de açúcar de outros alimentos”.

A ingestão de açúcar para diabéticos só é recomendada em casos de hipoglicemia, que é a queda do açúcar no sangue. Neste caso, é bom tomar um suco de fruta natural e água com açúcar. Evite açúcares, como o refinado, o mascavo e o mel, e alimentos açucarados, como refrigerantes não dietéticos, caldo de cana e doces muito concentrados.

Na hora da sobremesa, dê preferência a uma fruta. Mas somente uma. “Engana-se quem pensa que fruta está liberado por ser um produto natural. Mas, por conter o açúcar frutose, o consumo em excesso pode aumentar a glicemia. Coma uma fruta na sobremesa e mais outras duas ao decorrer do dia”, comenta Karin.

Por isso, é fundamental haver harmonia e equilíbrio na hora de montar o prato, seja no restaurante ou em casa. Invista mais em saladas de legumes e verduras.

Rede SUS

Muitas pessoas morrem em decorrência da diabetes no Estado de São Paulo. A doença pode ser silenciosa e, por isso, é importante ficar atento aos principais sintomas: perda de líquido, cansaço, aumento de fome e sede e má circulação do sangue. A diabetes é causada pela falta ou falha na produção de insulina que o corpo precisa para o pâncreas.

“Muitos vivem de três a cinco anos sem saber que possuem a doença”, alerta a endocrinologista Tatiana Valente. A prevenção e o controle da diabetes são fundamentais para evitar suas complicações. Idade, histórico familiar, estresse, alimentação inadequada e sedentarismo também são fatores de risco para o desenvolvimento da doença. Quando não controlada, a diabetes pode desencadear diversas complicações, como perda da visão a até mesmo alterações vasculares que podem levar à amputação, principalmente dos membros inferiores. Além disso, pessoas diabéticas são mais propensas a sofrerem ataques cardíacos e derrames.

O SUS fornece gratuitamente as insulinas para o controle do diabetes por meio das Unidades Básicas de Saúde municipais. Além do medicamento, é fundamental que o controle do diabetes alie atividade física, alimentação balanceada e acompanhamento médico regular.

COMENTÁRIOS