#Dicas: o que fazer se for picado por animal peçonhento

#Dicas: o que fazer se for picado por animal peçonhento

É importante ficar atento aos animais peçonhentos, em especial os escorpiões, que estão aparecendo com mais frequências nas grandes cidades

É importante ficar atento aos animais peçonhentos, em especial os escorpiões, que estão aparecendo com mais frequências nas grandes cidades.  

No primeiro bimestre de 2019, foram registrados 4.025 casos e 2 óbitos relacionados a acidentes com escorpião em São Paulo, de acordo com o Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE). 

Dr. Anthony Wong, do Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas da FMUSP destaca que em casos de picadas de escorpião, ou mesmo cobra e aranha em crianças e adolescentes é importante que os pais fiquem calmos e, principalmente, de olho nas características do animal.   “O escorpião brasileiro é venenoso, mas não é fatal. Em adultos, a picada do bicho provoca muito dor, mas em 98% dos casos o controle pode ser feito por anestésicos ou analgésicos. Já crianças ou adolescentes até 15 anos são bem mais suscetíveis ao veneno tanto da cobra quanto do escorpião e da aranha”, explica. 

Em caso de picada de aranha, é fundamental tomar um soro específico. Aquele que for atacado por uma cobra, é importante não entrar em pânico. O primeiro passo é identificar a cobra, para tomar o soro específico no posto de saúde mais próximo. Caso não consiga identificar, é recomendável tentar recolher o animal e levá-lo junto. Neste caso, por exemplo, é importante entrar em contato com o Corpo de bombeiros, como aconteceu com Reginaldo Rocha, na cidade de Joanópolis, no interior do estado de São Paulo. “A cobra foi levada com a ajuda dos Bombeiros e identificada. Por sorte, o animal não era venenoso”, disse. 

A primeira reação de muitas pessoas é fazer um torniquete no lugar atingido. Para o especialista, entretanto, isso não é recomendado, pois aumenta a concentração da substância em apenas um local do corpo. “É diferente da cobra americana, a cascavel. Em um ataque de cascavel se faz isso, porque o veneno pode se espalhar e a pessoa pode parar de respirar”, explica. 

Cuidados básicos para diminuir os riscos de acidentes  

  • Manter os quintais, terrenos baldios e jardins limpos 
  • Não acumular entulho e lixo doméstico 
  • Aparar grama dos jardins e recolher as folhas caída 
  • Coloque o lixo em sacos plásticos que devem ser mantidos fechados para evitar o aparecimento de moscas, baratas e outros insetos. Eles são os alimentos favoritos dos escorpiões. 

“É fundamental que as pessoas sigam essas recomendações em casos de acidentes com animais peçonhentos e procurem, o quanto antes, o serviço médico mais próximo”, alerta o biólogo Giuseppe Puorto. 

 

COMENTÁRIOS