Estação da CPTM faz exames para hipertensão

Estação da CPTM faz exames para hipertensão

A hipertensão, popularmente conhecida também como pressão alta, é uma doença que se manifesta em 25% dos brasileiros. Ela é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal.

Para dar atenção a essa doença que age muitas vezes de modo silencioso, a CPTM oferece aos usuários que passarem pela Estação Ribeirão Pires nesta quinta-feira (12), das 13h às 16h30, testes gratuitos para aferir a pressão arterial.

Além de tirar dúvidas sobre as enfermidades relacionadas à hipertensão, os usuários também receberão informações sobre os pontos de retirada de medicamentos gratuitos, distribuídos pelo Ministério da Saúde.

Conferir periodicamente a pressão arterial é um fator de prevenção contra a hipertensão, mas não só.

Manter um estilo de vida ativo, baseado em uma alimentação saudável e em exercícios regulares, é um ótimo indicador contra a pressão alta.

“O sedentarismo é uma preocupação para todos os cidadãos que vivem em uma cidade grande como São Paulo. Um dos grandes males causados é a hipertensão”, explica Victor Matsudo, coordenador do Programa Agita São Paulo e diretor-científico do CELAFICS (Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul). “O importante é se manter ativo, reservando ao menos 30 minutos diários para atividades físicas”.

A médica Elisabete Almeida explica que uma rotina de exercícios físicos deve estar alinhada com uma alimentação equilibrada e saudável. Para ela, o hábito de comer bem deve vir desde cedo.

“A obesidade é uma doença que causa problema sérios, como hipertensão, colesterol alto e diabetes. Por isso, é tão importante as crianças e adolescentes saberem fazer refeições saudáveis”, explica ela.

COMENTÁRIOS