Estações da Linha 11 Coral realizam testes rápidos de Sífilis e HIV

Estações da Linha 11 Coral realizam testes rápidos de Sífilis e HIV

Neste sábado (1º), os usuários que passarem pelas Estações Ferraz de Vasconcelos e Antonio Gianetti Neto, da Linha 11-Coral, poderão realizar testes gratuitos de HIV e Sífilis, entre 9h e 15h.

O objetivo é diagnosticar as doenças e conscientizar a população acerca da prevenção. Os testes são realizados em duas etapas, primeiro o usuário passará por uma triagem, preenchendo uma ficha. Em seguida, o exame será realizado a partir de uma gota de sangue colhida do dedo.

O resultado pode ser conferido na hora e caso seja positivo, o encaminhamento para a realização de tratamento no SAE (Serviço de Atendimento Especializado) é feito imediatamente. Além disso, estarão disponíveis folders com informações preventivas e preservativos.

Sífilis é uma doença sexualmente transmissível (DST) causada pela bactéria Treponema e conhecida por ser um “mal silencioso”, exigindo atenção e cuidado aos sintomas. Muitas pessoas ainda desconhecem as consequências da Sífilis, por isso é importante se atentar a alguns sinais.

“Alguns dias após o contágio, é comum surgir uma ferida no pênis, na vagina, no ânus ou na boca. Muitas vezes nem consideramos ser uma Sífilis. Com o tempo, se não for tratada, pode acarretar sérios problemas, como problemas neurológicos e até a cegueira”, explica Tânia Regina Corrêa de Souza, da Assistência e Prevenção do CRT.

Saber o mais rápido possível o contágio pelo vírus HIV é importante para aumentar a expectativa de vida dos pacientes. Quem busca tratamento especializado no tempo certo e segue as recomendações do médico ganha qualidade de vida. Por isso é importante fazer o teste.

O teste rápido do HIV por fluido oral leva aproximadamente 30 minutos para ser realizado e sua eficácia é igual ao teste tradicional. Todo o processo é feito  de forma cautelosa e sigilosa. “O teste por fluido oral não requer infraestrutura laboratorial, e sua execução, leitura e interpretação são simples”, observa Ivone de Paula, gerente da Área de Prevenção do Programa Estadual DST/Aids-SP.

No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, a Sífilis adquirida (que ocorre em adultos) aumentou 27,9% entre 2015 e 2016. No caso do HIV, entre 2007 e 2018, foram notificados mais de 247 mil casos.

Ações de Saúde e Bem-estar

 Promovida pela Prefeitura de Ferra de Vasconcelos, a ação faz parte do projeto “Fique Sabendo” da Secretaria de Saúde e conta com apoio da CPTM, que abre espaços em suas estações para a realização de atividades ligadas a promoção da saúde e bem-estar dos usuários, incentivo à leitura, mostras artísticas, exposições, apresentações e manifestações culturais de artistas e instituições parceiras.

COMENTÁRIOS