Estado convoca doadores de sangue antes da vacinação contra gripe

Estado convoca doadores de sangue antes da vacinação contra gripe

A Secretaria de Estado da Saúde e a Fundação Pró-Sangue convocam, a partir desta sexta-feira (20 de abril) doadores para aumentar os estoques dos bancos de sangue em São Paulo.

O objetivo é manter o estoque dos bancos estável durante a campanha de vacinação contra a gripe de 2018, que se inicia na segunda-feira (23), já que pessoas recém-vacinadas devem aguardar 48 horas para doar sangue.

As ações de vacinação da Secretaria de Estado da Saúde terão início na próxima segunda-feira, 23 de abril (confira mais informações em: http://www.saude.sp.gov.br/).

Vale lembrar que gestantes e puérperas com 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana não podem doar sangue. Os dois grupos fazem parte do público-alvo atingido pela campanha contra a gripe.

“Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar temporariamente. Mesmo que tenha se recuperado, deve aguardar uma semana para que esteja novamente apta à doação. No mais, outros impedimentos poderão ser identificados durante a entrevista de triagem, no dia da doação”, completa Sandra Montebelo, médica da Fundação Pró-Sangue.

Atualmente, o tipo O- apresenta nível crítico de abastecimento, ou seja, com condições de abastecer os hospitais por apenas um ou dois dias. Os tipos O+ e B- estão com estoque em alerta, com suprimento para apenas dois ou três dias. Os tipos A+, A-, B+, AB+ e AB- estão estáveis.

A Pró-Sangue fornece sangue para mais de 100 instituições de saúde da rede pública do Estado de São Paulo.

Youko Nukui, hematologista do HC, reforça a importância da doação de sangue. “Nós atendemos aqui, basicamente, pacientes da hematologia, que são os pacientes crônicos que recebem transfusões de sangue em algumas doenças a vida toda. Por isso, para sobreviver, elas precisam repor, mensalmente, a unidade de transfusão”.

Como doar

Para doar sangue basta estar em boas condições de saúde, comparecer alimentado ao posto de coleta, ter entre 16 e 69 anos (menores devem consultar site Secretaria da Saúde e maiores de 60 anos devem ter doado ao menos uma vez antes de completar a idade), pesar mais de 50 kg e levar documento de identidade original com foto recente, que permita a identificação do candidato.

Os doadores de sangue devem respeitar os períodos de intervalo para não prejudicarem sua saúde. “Eu faço duas ou três doações de sangue por ano, sempre respeito os limites exigidos pela Fundação”, disse o administrador de empresas, Renan Serrano.

A falta de informação muitas vezes atrapalha quem vai doar sangue. Por isso, listamos requisitos e impedimentos temporários para ajudar o doador. “Eu cheguei no posto Clínicas da Pró-Sangue, e fui informada que não poderia realizar doação pois tinha viajado para o Amazonas 15 dias antes de doar”, explicou o vendedor de móveis Rodrigo de Araújo.

É recomendável evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e, no caso de bebidas alcoólicas, 12 horas antes. Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar temporariamente. Mesmo que tenha se recuperado, deve aguardar uma semana para que esteja novamente apta à doação. Outros impedimentos poderão ser identificados durante a entrevista de triagem, no dia da doação. Para tanto, basta acessar o site da Pró-Sangue e consultar os pré-requisitos de doação.

O posto Clínicas da Pró-Sangue fica na Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, 155, 1º andar, a 200 metros da estação Clínicas do Metrô. A unidade atende das 7 às 18 horas de segunda a sexta; das 8 às 17 horas nos sábados, feriados e pontes. Aos sábados, o atendimento está limitado a 380 candidatos. Ao atingir esse número, o cadastro fecha. O estacionamento, gratuito aos doadores, é o subterrâneo – Garagem Clínicas, na Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar.

Para horário de funcionamento e os endereços dos demais postos de coleta no Estado acesse: www.saude.sp.gov.br. Informações também podem ser obtidas no Alô Pró-Sangue: 0800 55 0300.

 

COMENTÁRIOS