Governo de SP determina quarentena em todo o Estado

Governo de SP determina quarentena em todo o Estado

A partir de terça-feira (24) a medida se aplicará para serviços não essenciais.

No último sábado (21) o Governador João Doria decretou em todo o Estado de São Paulo  quarentena de 15 dias para estabelecimentos de serviços não essenciais, fechando o comércio e estabelecimentos de atendimento ao público, como bares e restaurantes, que devem seguir o serviço por telefone e delivery.

Serviços essenciais que seguem abertos são estabelecimentos de abastecimento, saúde, farmácias, bancos, indústrias, bancas de jornais, transporte, call center.

Nos serviços de saúde, está liberado o funcionamento de hospitais, clínicas – inclusive as odontológicas – e farmácias. No setor de alimentação, podem funcionar supermercados, hipermercados, açougues e padarias – que não poderão permitir o consumo no estabelecimento durante a quarentena.

No setor de abastecimento, poderão atuar normalmente transportadoras, armazéns, postos de gasolina, oficinas, transporte público, táxis, aplicativos de transporte, pet shops e bancas de jornais.

Os demais setores que poderão oferecer serviços durante a quarentena são: empresas de segurança privada; empresas de limpeza, manutenção e zeladoria; bancos, lotéricas e correspondentes bancários.

“Isso implica na determinação, ou seja, na obrigação do fechamento de todo o comércio e serviços não essenciais à população. Essa medida poderá ser renovada, estendida ou suprimida se houver necessidade”, disse Doria. A medida visa proteger a saúde pública e reduzir a disseminação do novo coronavírus.

O cumprimento da quarentena será fiscalizado pelo Estado e também pelas prefeituras.

COMENTÁRIOS