Governo de SP entrega UBS em Monte Mor

Governo de SP entrega UBS em Monte Mor

 

 

O Governador João Doria e o Secretário de Estado da Saúde José Henrique Germann entregaram nesta sexta-feira (10) a Clínica Saúde em Ação/UBS Adão Fernandes de Souza para o município de Monte Mor. A unidade recebeu R$ 2,5 milhões de investimentos, resultado de uma parceria da Secretaria de Estado da Saúde com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

A UBS (Unidade Básica de Saúde) conta com três consultórios para atendimentos gerais, um consultório odontológico, salas individuais para vacinas, coletas, inalações, medicamentos e atividades coletivas. O imóvel também tem salas de administração, prontuários, esterilização, lavagem e descontaminação.

A capacidade é de 180 atendimentos diários, em média, incluindo consultas na área de clínica geral, pediatria, odontologia e ginecologia. A clínica tem aproximadamente 640 m² de área construída e, segundo a prefeitura, deve entrar em funcionamento ainda em janeiro.

“Esta clínica ‘Saúde em Ação’ tem três consultórios para atendimento médico: clínica geral, pediatria e ginecologia – que são três das principais demandas da região e do bairro -, além do consultório odontológico”, destacou Doria.

A Região Metropolitana de Campinas recebe investimento de R$ 270 milhões do programa para construção e reformas de 76 unidades, incluindo UBS e Caps (Centro de Atenção Psicossocial) em diversos municípios, bem como o novo AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Campinas, com entrega prevista para março.

“A meta é sempre melhorar a assistência à população do estado de São Paulo. Com estes investimentos em equipamentos modernos na rede primária de saúde, fortalecemos o acesso ao SUS [Sistema Único de Saúde]”, afirmou o Secretário Germann.

Saúde em Ação

As clínicas do Saúde em Ação são consideradas portas de entrada do SUS. Além das consultas, os pacientes também poderão receber vacinas, curativos e inalações, além de coletar sangue para exames laboratoriais.

Do investimento total de R$ 826 milhões do programa, 70% são provenientes do BID e outros 30% do Estado. O programa prevê construção e reforma de 166 serviços de saúde nos Vales do Jurumirim e do Ribeira, no Litoral Norte e nas regiões de Campinas e Itapeva.

COMENTÁRIOS