HC precisa de mais de 400 voluntários para estudar vacina contra a gripe aviária

HC precisa de mais de 400 voluntários para estudar vacina contra a gripe aviária

Vírus H7N9 surgiu na China em 2013, e, até 2017, foram confirmadas 1.223 infecções em humanos e pelo menos 380 mortes notificadas à OMS

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP busca voluntários, entre 18 e 59 anos, para participar do estudo da vacina contra o vírus influenza, H7N9, produzida pelo Instituto Butantan. O objetivo é vacinar 432 adultos saudáveis, dos sexos masculino e feminino, exceto grávidas.

Popularmente conhecido como gripe aviária, por ser transmitido pelo contato com aves, o vírus surgiu na China, em 2013, e desde então tem infectado muitas pessoas em todo o mundo. Até 2017, foram confirmadas 1.223 infecções em humanos, além de pelo menos 380 mortes notificadas à Organização Mundial da Saúde.

Acredita-se que o impacto na saúde pública seja muito alto em função da alta taxa de letalidade da doença. Diante disso, é preciso um maior envolvimento da sociedade.

De acordo com Zelinda Nakagawa, coordenadora do estudo da vacina contra o vírus influenza, “é muito importante que a população ajude, como voluntária, já que a gripe aviária pode causar pneumonias graves. Essa gripe tem causado muitas mortes em epidemias na China, podendo chegar às Américas”, afirma.

O estudo, que terá duração de aproximadamente 12 meses, tem como objetivo geral avaliar a segurança, a imunogenicidade e o efeito poupador de dose do antígeno do influenza H7N9 formulado com dois adjuvantes diferentes.   

Para participar desse estudo as pessoas devem fazer o agendamento no Hospital das Clínicas pelos telefones (11) 2661-2276 ou 2661-3344 ou 2661-7214, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

 

COMENTÁRIOS