Hemonúcleo de Bauru reúne recordistas de doação de sangue para comemorar Dia Nacional do Doador

Hemonúcleo de Bauru reúne recordistas de doação de sangue para comemorar Dia Nacional do Doador

 

 

Na próxima segunda (25) é comemorado o Dia Nacional do Doador de Sangue. Para celebrar a data e expressar gratidão a quem realizou mais de 40 doações nos últimos 15 anos, o Hemonúcleo do Hospital de Base de Bauru, unidade estadual de saúde sob gestão da Famesp, organizou uma agenda especial. Cerca de 35 doadores foram convidados para um café da manhã. Na ocasião serão homenageados pelo gesto solidário que salva tantas vidas. O evento está marcado para o período das 9h às 10h (o Hemonúcleo fica na Rua Monsenhor Claro, 8-88).

“Aproveitamos a data para também sensibilizar a população sobre a importância do ato de doar sangue. Vale lembrar que na semana de festas natalinas o número de doadores sempre diminui muito”, destaca a assistente social Valéria Coltri, que há 24 anos vivencia a rotina da unidade, os últimos nove nesta função.

Paulo Cesar Pereira de Souza, 45, dá exemplo de solidariedade. Paulistano que reside em Bauru há dez anos, Paulo não perde nenhuma oportunidade de se doar. “Sou muito emotivo e empático quanto a questões que envolvem saúde. Faço isso porque amo doar. Quando entro no Hemonúcleo Bauru, simplesmente me completo!”, relata. Paulo faz doação comum de sangue quatro vezes por ano e de plaquetas por aférese (tipo de doação em que é possível retirar apenas um dos componentes do sangue total. A doação de plaquetas por aférese dura cerca de 90 minutos e é um dos procedimentos realizados pelo Hemonúcleo) cerca de seis a oito vezes ao ano – limite anual permitido para doações por pessoa. “Se pudesse, eu doaria mais, sim!”, confirma.

“Esses doadores assíduos são pessoas especiais, com forte espírito de solidariedade, muitos são voluntários em projetos sociais e, sem dúvida, contribuem significativamente com a manutenção dos estoques de sangue”, complementa Coltri.

No momento, o estoque de sangue do Hemonúcleo do Hospital de Base de Bauru tem apenas 50 bolsas dos tipos negativos. Para se ter uma ideia, do tipo B negativo só há três bolsas, no momento. O estoque ideal deveria ter 15 bolsas do B negativo. No total, o ideal seria manter em estoque 90 bolsas dos tipos negativos (15 do tipo B, 5 do tipo AB, 30 do A e 40 do O negativo). “Precisamos garantir os estoques para o final do ano”, alerta Valéria.

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos, sendo que os menores de 18 anos precisam estar acompanhados pelos pais, e a primeira doação precisa ter sido feita até os 60 anos. Também é recomendado ir bem alimentado, mas evitar alimentos gordurosos. Se desejar fazer uma doação, basta comparecer ao hemonúcleo, que fica localizado na Rua Monsenhor Claro, 8-88, e levar documento. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h30 e das 13h às 15h30. Também funciona um sábado por mês, com programação pré-definida. Informações podem ser obtidas pelo telefone (14) 3231-4771.
SERVIÇO

Dia nacional do doador de sangue no Hemonúcleo do Hospital de Base de Bauru
Café da manhã e homenagem a quem fez mais de 40 doações de sangue nos últimos 15 anos.
Quando: 25/11/2019, das 9h às 10h

COMENTÁRIOS