Homens com câncer e médicos disputam jogo de futebol para celebrar a vida

Homens com câncer e médicos disputam jogo de futebol para celebrar a vida

Partida promovida pelo Icesp acontece neste sábado, encerrando a campanha ‘Drible o Preconceito’, sobre prevenção do câncer de próstata

                Pacientes em tratamento contra o câncer e médicos urologistas do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), unidade ligada à Secretaria de Estado da Saúde e à Faculdade de Medicina da USP, vão sair do ambiente hospitalar e se encontrar no campo de futebol em uma partida amistosa para celebrar a vida.

O jogo acontece neste sábado, 30 de novembro, a partir das 10h, na Atlética da Faculdade de Medicina da USP. A iniciativa faz parte da campanha “Drible o preconceito!”, do Icesp, que visa orientar a população masculina sobre o câncer de próstata, reforçando a importância dos exames preventivos.

Além da partida, o evento inclui um bufê de café da manhã especial para os participantes.

Mais de 15 médicos, que atendem os pacientes no ambulatório especializado em câncer de próstata do Icesp, estarão em campo. O jaleco será substituído por uniformes e a posição de cirurgião, pela de atacante, zagueiro, lateral e goleiro.

Já o lado dos pacientes, escalado com 10 jogadores, vai ganhar reforço extra com a participação de Diego Rafael, 24, jogador profissional do Osasco e paciente do serviço de hematologia do Instituto. O paciente número 1 do hospital, no auge de seus 75 anos, também vai participar da brincadeira.

“A ação tem o objetivo de chamar a atenção do público masculino para os cuidados com a saúde. A indicação é que, partir dos 50 anos, a realização do check-up anual vire um compromisso para todos os homens”, destaca o coordenador do serviço de urologia cirúrgica, William Nahas.

O câncer de próstata é o mais comum entre os homens e representa cerca de 10% do total de neoplasias em todo o mundo. No Icesp, são atendidos mais de 400 pacientes por mês.

O diagnóstico precoce permite tratamentos menos agressivos e com alto índices de cura. “É nossa responsabilidade, portanto, estreitar os laços com esse público e reforçar o valor da adesão ao tratamento precoce do câncer prostático”, ressalta o médico.

A Atlética da Faculdade de Medicina da USP fica na rua Artur de Azevedo, nº 1, Cerqueira César, próxima ao Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas.

COMENTÁRIOS