Homens vão ao urologista pela primeira vez acompanhados de seus filhos

Homens vão ao urologista pela primeira vez acompanhados de seus filhos

Iniciativa faz parte da campanha Novembro Azul e dará origem a um documentário sobre o tema

O Centro de Referência em Saúde do Homem (CRSH), unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo gerenciada em parceria com a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), na região central da capital paulista, convidou adolescentes a levarem seus pais e pessoas mais próximas à primeira consulta de urologia, pelo programa “Filho que ama leva o pai ao AME”.

Durante os dias 14 e 21 de novembro, doze adolescentes da ONG Projeto Arrastão, no Campo Limpo, acompanharão seus pais e padrinhos às consultas de enfermagem, exames e atendimento médico no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Taboão da Serra. O programa de prevenção prevê agendamentos para todo o público masculino, não se limitando apenas a pais e filhos.

A iniciativa faz parte da campanha Novembro Azul do CRSH. Os jovens participaram de uma oficina de cinema e documentário, na qual aprenderam diversas técnicas para registrar em vídeo todo o processo de incentivo para que pais e padrinhos fossem ao urologista fazer exames de prevenção e diagnóstico do câncer de próstata. As oficinas iniciaram no dia 9 de novembro e as gravações no dia 12. Os jovens também receberam aulas sobre saúde do homem com enfermeiros do Centro de Referência.

“O desafio é transformar esses mini-documentários em educação continuada para familiares e comunidade, para combater o preconceito sobre os exames de diagnóstico e prevenção da doença”, explica Ernandes de Souza, enfermeiro do setor de Educação Continuada do Centro de Referência em Saúde do Homem.

Apoio da família é crucial

Os médicos urologistas afirmam que a família e os filhos têm um papel fundamental da ida do homem ao médico. Uma pesquisa realizada por médicos do CRSH apontou que 70% dos homens só vão ao médico acompanhado da esposa ou dos filhos.

“Na maioria das consultas, o paciente só comparece ao hospital por insistência da família. Quando falamos de câncer de próstata, o preconceito com os exames de prevenção já diminuíram, mas ainda está longe do ideal. E a família pode ajudar nesse processo”, explica Claudio Murta, Coordenador do Centro de Referência em Saúde do Homem.

Os três melhores vídeos serão premiados durante o 1º Simpósio de Enfermagem em Saúde do Homem, que encerra as atividades do Novembro Azul, realizado no anfiteatro do CSRH, no dia 30 de novembro. Além disso, todos os vídeos farão parte de um documentário sobre o assunto, que será elaborado pela produtora Panamérica Filmes, parceira do projeto.
Cronograma – Oficina de vídeo-documentário
Aulas técnicas e teóricas: dias 9 e 10/11, às 9h.

Período de gravações: de 12/11 a 21/11

Premiação: 30/11

COMENTÁRIOS