Hospital Estadual Botucatu ganha nova maternidade

Hospital Estadual Botucatu ganha nova maternidade

 

A partir deste mês de dezembro, gestantes de Botucatu e região passarão a contar com uma nova maternidade para partos de menor complexidade. O Serviço, que terá administração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Botucatu (HCFMB), funcionará no Hospital Estadual Botucatu (HEBo).

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo vai repassar R$ 6 milhões para a abertura de 20 leitos obstétricos no HEBo, unidade de baixa e média complexidade. A perspectiva é que o novo serviço esteja em funcionamento ainda neste ano.

O HEBo possui, no total, 80 leitos instalados. Entre eles, estão os 20 novos leitos abertos para atendimento a gestantes de menor complexidade. A estimativa é que, quando definitivamente instalado, o serviço realize cerca de 120 partos mensalmente.

A medida contribuirá para a otimização aproximada de 60% da maternidade do HCFMB, que continuará a ser uma referência regional para gestação de alto risco, com seus 29 leitos SUS, realizando cerca de 200 partos por mês.

Com foco no aprimoramento da alta complexidade, o Governo do Estado também está investindo R$ 1,7 milhão para ampliação da UTI neonatal do HCFMB. Com a reforma em andamento, o setor passará a ter 20 leitos, um aumento 33% da capacidade instalada. A UTI neo é referência no atendimento aos recém-nascidos em situação clínica grave, que recebem atendimento especializado desde o momento do parto até a alta hospitalar.

Para o superintendente do HCFMB, Dr André Balbi, a medida vai beneficiar as gestantes de baixo risco, fornecendo a elas um atendimento com dignidade e eficiência. “É uma conquista que chega próximo ao Natal como um presente. Esta maternidade mostra que estamos no caminho certo, buscando parcerias e contando com o apoio de todos”, destaca.

“Aqui serão atendidas as gestantes de baixo risco, deixando para o HC os casos de alta complexidade. É assim que deve ser o atendimento público às gestantes. Será um importante reforço para a assistência”, declara secretário adjunto de Estado da Saúde de São Paulo, Antonio Rugolo Junior.

HEBo e HC

O HCFMB é a maior instituição pública vinculada ao Sistema Único de Saúde (SUS) na região. Conta com 500 leitos, incluindo unidades clínicas e cirúrgicas, além de leitos de Obstetrícia, Pediatria e UTIs adulto, pediátrica e neonatal. É referência em assistência multiprofissional de alta complexidade para uma população de quase dois milhões de pessoas, dos 68 municípios abrangidos pelo Departamento Regional de Saúde (DRS-6) de Bauru.

Realiza cerca de 200 transplantes por ano, incluindo órgãos sólidos (rins e fígado, por exemplo), medula óssea e córneas. Também faz aproximadamente 40 mil sessões de hemodiálise anualmente, atendendo pacientes com insuficiência renal aguda e crônica da região. Conta, ainda, com uma das maiores unidades de AVC (acidente vascular cerebral) do interior paulista, reconhecida como centro de excelência pelo Ministério da Saúde. Nessa unidade, todos os processos relacionados ao AVC, desde o diagnóstico ao tratamento específico precoce, são rapidamente instituídos, o que impacta direta e positivamente na evolução do quadro clínico dos pacientes.

Com perfil assistencial voltado para casos menos complexos, o HEBo realiza mais de 3,3 mil internações por ano, 5,5 mil cirurgias ambulatoriais e de urgência, além de 2,3 mil consultas em seu ambulatório. Realiza procedimentos em diversas especialidades, incluindo cirurgias gerais, vasculares e pediátricas, atendimento médico em Urologia, Ginecologia, Ortopedia, Dermatologia, entre outros. Além disso, conta com um Ambulatório de Oncologia, onde acompanha pacientes com câncer em tratamento com consultas de rotina e quimioterapia. O hospital foi inaugurado em abril de 2014 e faz parte do Complexo Hospitalar do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu.

COMENTÁRIOS