Hospital estadual promove exposição sobre amamentação em Itapecerica

Hospital estadual promove exposição sobre amamentação em Itapecerica

Mostra reúne fotografias de funcionárias da unidade amamentando; em julho, unidade foi contemplada com certificado da OMS de apoio à amamentação da mulher trabalhadora

 O Hospital Geral de Itapecerica da Serra, unidade ligada à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, realiza, na Semana Mundial de Aleitamento Materno, comemorada na primeira semana de agosto, uma exposição com fotos de mães, que são funcionárias do hospital, amamentando.

A exposição será realizada de 3 a 7 de agosto, no refeitório da unidade. Na quinta-feira, dia 6, haverá uma roda de conversa entre as mulheres que doam leite ao hospital e as mães que utilizam a sala de apoio à amamentação.

Ainda na quinta-feira haverá apresentação do coral formado por colaboradores do hospital, com repertório de música popular selecionado especialmente para a data.

Em julho deste ano, o hospital foi contemplado com o certificado “Estratégia Mulher Trabalhadora que Amamenta” do programa “Iniciativa Hospital Amigo da Criança”, da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O trabalho do hospital e o certificado condizem com o tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno, para 2015: “Amamentar e trabalhar: vamos tornar possível”.

Programa de apoio à amamentação das trabalhadoras

Pensando no acolhimento e nas necessidades das mães e bebês, a unidade oferece às trabalhadoras que retornam da licença maternidade, uma sala de apoio à amamentação, localizada dentro do Banco de Leite Humano, onde elas podem realizar a coleta e armazenar o leite em freezer durante o período de trabalho para, ao final do expediente, levá-lo ao seu bebê.

“O aleitamento materno é a melhor maneira de prover aos recém-nascidos os nutrientes que eles precisam”, diz a gerente hospitalar, Fernanda Freitas de Paula Lopes.

Além do espaço dedicado às mulheres, são oferecidos cursos de Sensibilização e Manejo do Aleitamento Materno a todos os funcionários do departamento materno infantil.

COMENTÁRIOS