Hospital Mário Covas fará cirurgia de ‘troca de sexo’ pelo SUS

Pacientes serão encaminhados por centro de referência na capital paulista

O Hospital Estadual Mário Covas, ligado à Secretaria de Estado da Saúde, em Santo André, passará a realizar cirurgias de redesignação sexual, ou ‘troca de sexo’, para a população transgênero atendida pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

O Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais do CRT DST/Aids, na zona sul da capital paulista, será responsável por preparar os/as pacientes para a cirurgia e encaminha-los ao Mário Covas, já que, conforme preconiza o Conselho Federal de Medicina, quem deseja realizar esse tipo de procedimento necessita de acompanhamento multiprofissional por pelo menos dois anos antes do procedimento.

Já nesta terça-feira, 14 de abril, profissionais do Ambulatório realizaram uma atividade de sensibilização junto a equipe do Hospital Mário Covas, com orientações sobre a qualidade no acolhimento, sigilo, privacidade e respeito à diversidade de gênero, assim como o uso do nome social em prontuários e fichas de cadastro.

A partir do dia 22 de abril será iniciada a avaliação pré-operatória dos pacientes, com a primeira cirurgia de redesignação sexual prevista para acontecer em 6 de maio.

Contando com uma equipe de profissionais especializados como psicólogos, psiquiatras, endocrinologistas, urologistas e ginecologistas, o Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais presta atendimento à população transgênero desde 2009.

Além de ampliar a oferta de cirurgias de redesignação sexual e atender a um direito dos cidadãos, o Hospital Mário Covas também será um local para capacitação de profissionais do SUS neste tipo de intervenção.

COMENTÁRIOS