Hospital Regional de Assis precisa de doações de leite humano

Hospital Regional de Assis precisa de doações de leite humano

O Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Regional de Assis precisa de doações de leite materno e convida as mães com leite excedente para doarem. Atualmente o banco está trabalhando com 40 litros de leite por mês, embora o ideal seja o dobro dessa quantidade.

O apelo especial é feito em meio às comemorações do Dia Internacional de Doação de Leite Humano, que vão até 31 de maio. A preocupação com o abastecimento é regular e ainda maior neste período de queda de temperaturas e férias escolares, quando historicamente as coletas diminuem. De todo modo, o ideal é que as doações sejam feitas o ano inteiro.

A doação de leite não apenas auxilia no atendimento de recém-nascidos, principalmente para os internados em unidades neonatais, onde em muitos casos as mães estão impossibilitadas de amamentar, mas também pode ser vantajosa para as mulheres, uma vez que evita o acúmulo de leite nas mamas e possíveis complicações.

A nutricionista responsável técnica do BLH de Assis, Laura Rita Ferreira Correa, explica que as mães interessadas em contribuir podem ligar para o Banco, nos telefones (18) 3302-6067 ou PABX (18)302-6000, para orientações iniciais. “Nesse primeiro contato ocorre uma entrevista, depois nós vamos à casa da pessoa, fazemos uma nova entrevista, orientamos como a coleta deve ser feita, disponibilizamos todo o material necessário e depois voltamos para recolher o leite congelado”, explica a especialista. Pessoas que morem na região também podem ligar para o BLH de Assis, que fará contato com uma equipe do município para realizar o mesmo procedimento.

O Banco de Leite Humano do HR de Assis está localizado na Praça Doutor Symphronio Alves dos Santos, s/n, no centro da cidade de Assis. Funciona diariamente, incluindo finais de semana e feriados, das 7h às 19h.

São Paulo é o estado com maior concentração de Bancos de Leite Humano, contando com cerca de 60 unidades. Teve ainda um aumento de 29,2% nas coletas de leite materno nos últimos 10 anos, indo de 40,8 mil litros em 2008 para 52,8 mil litros em 2018.

Como doar

Tornar-se doadora é muito simples. Se a mulher é saudável, está amamentando seu bebê e sobra leite nas mamas, ao invés de desprezar o excedente, pode contribuir com as mães que não têm leite suficiente. Para doar, basta seguir as normas higiênico sanitárias para coleta de leite humano, coletar em recipiente de vidro esterilizado, armazenar em congelador por até 15 dias, ligar para o banco de leite humano mais próximo de sua residência. A lista completa pode ser consultada no site http://www.redeblh.fiocruz.br.

“Agradeço todas as mães que tiveram esse ato de amor, de doar leite. Vocês me fizeram ter este ato de amor, também. Doar leite é muito importante para saúde dos bebês”, explica Maria Joana, paciente da Maternidade Leonor Mendes de Barros, na zona leste de São Paulo.

COMENTÁRIOS