Hospital Regional de Piracicaba celebra 1º aniversário com 42 mil atendimentos

Hospital Regional de Piracicaba celebra 1º aniversário com 42 mil atendimentos

Em seu primeiro ano de funcionamento, unidade ultrapassou as metas de consultas, exames e procedimentos

O Hospital Regional de Piracicaba “Dra. Zilda Arns” completa nesta terça-feira, 19 de março, um ano de atividades, com balanço de aproximadamente 42 mil atendimentos, no total.

Desde sua inauguração, a unidade já realizou 20.505 consultas, 2.715 cirurgias hospitalares e ambulatoriais, e 18.732 exames, como endoscopia, colonoscopia, ecocardiografia, ressonância magnética, tomografia, entre outros, ultrapassando as metas previstas para o primeiro ano de funcionamento.

Com capacidade total de 132 leitos, o hospital é referência para as 26 cidades da região de Piracicaba e foi inaugurado em março de 2018, com a finalidade de atender exclusivamente os pacientes do SUS. O Governo do Estado investiu R$ 34 milhões em obras e aquisição de mobiliários e equipamentos.

Como todo novo serviço, o funcionamento da unidade tem sido ampliado gradativamente. Para 2019, está prevista a ativação de 60 leitos e a oferta de especialidades como urologia, cirurgia buco-maxilo, cirurgia plástica e cirurgias ginecológicas.

“Queremos parabenizar o trabalho desenvolvido pelo ‘Regional de Piracicaba’ por completar seu primeiro aniversário superando metas quantitativas e, sobretudo, pela preocupação com conquistas qualitativas que se refletem na assistência”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

Até o momento, estão em funcionamento 10 leitos de UTI adulto, oito de semi-intensiva e 42 de enfermaria clínico-cirúrgica. O hospital recebe pacientes encaminhados por outras unidades mediante agendamento prévio através da CROSS (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde).

Um termômetro das conquistas nesse primeiro aniversário é o expressivo índice de indicação do hospital pelos pacientes internados: 99,13%. “Atribuímos a boa avaliação do público à cultura de nossa instituição: gestão participativa associada à profissionais que trabalham para atender de maneira eficiente, priorizando a qualidade assistencial e a humanização”, destaca o superintendente do hospital, Pedro Potin.

Para o diretor executivo da Área da Saúde (DEAS) da Unicamp, professor Manoel Barros Bertolo, responsável pelos hospitais e AMES ligados à Unicamp, os resultados da instituição endossam a política de qualidade e responsabilidade da Universidade com o Estado e com a sociedade. “A base de uma estrutura com foco em qualidade são as pessoas, e o empenho e dedicação desses profissionais foi decisivo para as conquistas assistenciais que estamos vendo hoje”, comemora.

A direção da DEAS vem articulando com a Faculdade de Ciências Médicas e com a Faculdade de Odontologia de Piracicaba, a presença de docentes, alunos e residentes no hospital

COMENTÁRIOS