Hospital Regional de Registro completa 1 ano com quase 20 mil atendimentos

Hospital Regional de Registro completa 1 ano com quase 20 mil atendimentos

População do Vale do Ribeira passou a contar com um serviço altamente qualificado e com procedimentos como cateterismos, angioplastias, cirurgias de neuro e ortopédicas

O Hospital Regional de Registro virou referência em Cardiologia, Neurocirurgia, Ortopedia e Traumatologia e vem transformando a saúde no Vale do Ribeira. Desde a sua inauguração, no dia 29 de agosto de 2018, o HRR já realizou quase 20 mil atendimentos, entre exames de imagem, consultas ambulatoriais, atendimentos de urgência e emergência, internações e cirurgias.

“O diagnóstico rápido e o tratamento ainda mais ágil melhoram a qualidade e o tempo de vida dos pacientes cardíacos”, destaca o médico Gregue Marques, que integra a equipe de cardiologia do HRR. O Regional de Registro realiza ainda implantes de marca-passo e cirurgias de grande porte, como a revascularização do miocárdio, técnica com “circulação extracorpórea” que possibilita ao cirurgião realizar as suturas das pontes de safena ou mamária.

Moradora do bairro Vila Ouro, em Registro, dona Maria Angeli Stevam Isaías recebeu alta da UTI do Hospital Regional de Registro (HRR) na quarta-feira (21), um dia depois de passar pela angioplastia, procedimento que corrigiu problema na artéria coronária. Foi também no HRR que ela fez o cateterismo, exame que detectou a doença. “A gente aqui é tão bem atendida que parece até hospital particular. E o melhor, estamos perto de casa e da família”, afirmou a professora que está prestes a se aposentar. Há um ano, dona Maria teria de ser transferida para hospitais fora da região para fazer os procedimentos. Ela está entre os mais de 300 pacientes que realizaram cateterismo no HRR, alé

Moradora do bairro Vila Ouro, em Registro, dona Maria Angeli Stevam Isaías recebeu alta da UTI do Hospital Regional de Registro (HRR) na quarta-feira (21), um dia depois de passar pela angioplastia, procedimento que corrigiu problema na artéria coronária. Foi também na unidade que ela fez o cateterismo, exame que detectou a doença. “A gente aqui é tão bem atendida que parece até hospital particular. E o melhor, estamos perto de casa e da família”, afirmou a professora. Há um ano, dona Maria teria de ser transferida para hospitais fora da região para fazer os procedimentos. Ela está entre os mais de 300 pacientes que realizaram cateterismo no hospital, além de outras 140 pessoas que fizeram angioplastia desde janeiro deste ano, quando o serviço foi implantado.

Na Ortopedia, o Hospital de Registro também passou a ofertar cirurgias que antes não eram realizadas pelo SUS na região, como a artroplastia de joelho e de quadril (com implante de prótese), artroscopia (que trata lesões articulares), reconstrução ligamentar de joelho e reparo de manguito rotador – procedimentos que recuperam a mobilidade dos pacientes.

O hospital também foi protagonista de procedimentos inéditos em neurocirurgia no Vale do Ribeira, ao realizar a angioplastia de carótidas e a embolização para correção de aneurisma e MAV (malformação arteriovenosa). Cirurgias delicadas que foram possíveis porque o hospital dispõe de equipamento de hemodinâmica de última geração e equipe altamente qualificada.

“O HRR tem ampliado os serviços e oferecido atendimento qualificado para a população do Vale do Ribeira e cidades do litoral Sul. São exames e procedimentos que fazem toda a diferença na saúde pública da região”, enfatiza a diretora técnica do hospital, Manuella Amaral Faria.

A diretora executiva, Fernanda Lage, ressalta a importância do trabalho realizado em equipe. “O processo de implantação de um hospital de alta complexidade exige um trabalho bem coordenado e uma equipe estruturada e unida para alcançar a eficiência. O HRR se orgulha de cada colaborador que tem se dedicado com carinho aos pacientes que necessitam de atendimento”.

Com cinco salas de cirurgia, leitos de Hospital Dia e UTI adulto e pediátrica, a unidade atende nas especialidades de anestesiologia, cirurgia cardiovascular, cirurgia geral, neurocirurgia, ortopedia clínica e cirúrgica, cardiologia clínica e cirúrgica, otorrinolaringologia e bucomaxilo-facial. Gerida em parceria com o Instituto Sócrates Guanaes (ISG), recebe pacientes encaminhados via CROSS (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde) e funciona atualmente com 86 leitos.

O Hospital foi construído pelo Governo do Estado através do “Saúde em Ação”, programa da Secretaria Estadual da Saúde em parceria inédita com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O investimento total foi de R$ 88 milhões.

Hospital Regional de Registro em números

86 leitos, sendo 10 UTI Adulto e 10 de UTI Pediátrica

9.000 atendimentos ambulatoriais

1.300 cirurgias

4.700 exames de imagem

59.000 exames laboratoriais

2.000 internações

1.700 atendimentos de urgência e emergência

Mais de 500 empregos diretos e indiretos

 

COMENTÁRIOS