Instituto Butantan apresenta exposição ‘Butantan além das cobras’

Instituto Butantan apresenta exposição ‘Butantan além das cobras’

A mostra detalha o trabalho científico e de divulgação do Instituto, hoje com 115 anos, no passado e no presente

O Instituto Butantan abre dia 3 de dezembro a exposição “Butantan além das cobras, que mostra a sua atuação além do trabalho com os animais peçonhentos pelo qual a instituição é reconhecida. O órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo contará através de uma mostra interativa os detalhes do trabalho de pesquisa, desenvolvimento, produção e difusão científica realizado no decorrer dos seus 115 anos de existência.

O Instituto mostra ao público como, a partir de 1901, ao mesmo tempo que atendia à demanda de produzir soro para combater a peste bubônica, passou a produzir soro também para tratar dos envenenamentos causados por acidentes com serpentes, um grave problema de saúde pública à época, e como esse trabalho esteve sempre em intenso contato com a sociedade.

Dentre os itens da exposição estão documentos históricos, como o livro de visitantes do instituto de 1914 com dedicatórias de personalidades da época como Ruy Barbosa e o ex-presidente norte-americano Theodore Roosevelt; a tese do fundador do Butantan, Vital Brazil, encadernada em pele de cobra de 1891; cartões postais do início do século XX; além de vídeos, painéis ilustrando todas as atividades desenvolvidas pela instituição e serpentes da coleção herpetológica.

O público vai conferir ainda o universo atual de pesquisa, da produção de soros e vacinas que abastecem o país e os projetos em andamento no Instituto, que hoje conta com mais de 30 laboratórios, nas áreas de biologia animal, toxinologia, vacinologia e desenvolvimento de produtos.

A exposição foi elaborada para a 18ª edição da Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, com apoio da Capes e da Fundação Butantan, é gratuita e abre de terça a domingo, das 10 às 16h.

O Instituto Butantan está localizado na Av. Vital Brasil, 1500, zona Oeste da capital. A entrada para o Museu Biológico, Museu de Microbiologia e Museu Histórico é única e custa R$ 6. Estudantes pagam R$ 2,50. Crianças até sete anos, idosos a partir de 60 anos e portadores de necessidades especiais não pagam. Os museus funcionam das 9h às 16h45. Mais informações: www.butantan.gov.br.

COMENTÁRIOS