Instituto Butantan ganha nova paisagem natural com entrada do outono

Instituto Butantan ganha nova paisagem natural com entrada do outono

O outono é caracterizado, entre outras coisas, pela queda das folhas das árvores, indicando a passagem das estações e a redução na temperatura. Além disso, é muito comum nesta época que as noites sejam mais longas que os dias, o aumento da incidência de ventos, maior índice de nevoeiros pela manhã e a diminuição da umidade do ar.

A coordenadora do Observatório de Aves, Erika Hingst-Zaher, falou que durante este período, além das mudanças no meio ambiente (queda das folhas, por exemplo) acontecem também muitas alterações no mundo animal. “No outono é comum aparecerem menos aves, por exemplo, as que vieram para cá com o intuito de se reproduzir, nesta época vão embora. Com o fim da reprodução, escuta-se menos o canto dos sabiás,” explica a pesquisadora.

Outono no Butantan

Ao longo dessa estação do ano, no Instituto Butantan, é possível observar com mais frequência a presença de saguis no Parque, pois com a ‘seca das árvores’ eles têm mais dificuldade para conseguir alimento, o que obriga estes pequenos primatas a se aventurarem por novos espaços. Por outro lado, espécies como abelhas, aves e borboletas aparecem com menos frequência.

O tempo começa a ficar cada vez mais seco e quem vive em ambientes urbanos sente na pele os problemas trazidos pela poluição. Porém, como o parque do Butantan possui um espaço com mais de 80 hectares de área verde, a presença da floresta faz com que as mudanças climáticas nos afetem menos. “Por esse motivo, visitar o local é uma excelente dica para as pessoas que sofrem com a queda da temperatura e da umidade do ar neste período”, afirma Erika.

COMENTÁRIOS