Instituto Butantan organiza feira sobre vacina e imunidade

Instituto Butantan organiza feira sobre vacina e imunidade

Nos dias 23 e 24 de fevereiro, vai acontecer no Instituto Butantan a “Feira da Imunidade e da Vacina – para você descobrir como os organismos se protegem”.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) calcula que, de 2000 a 2015, só a vacina contra o sarampo evitou a morte de 20 milhões de crianças. Durante o século XX, até 1978, a varíola matou 300 milhões de pessoas. Em função da vacinação em massa, desde 1978, não se tem notícia de alguém morto em consequência da varíola e em 1980 a doença foi considerada erradicada pela Organização Mundial da Saúde. O conhecimento sobre imunidade, somado ao desenvolvimento e à produção de vacinas andaram juntos para evitar tantas mortes. A vacina fez toda a diferença!

Mesmo assim, as taxas de vacinação em vários países do mundo estão em declínio. Na Europa, por exemplo, houve 50 mil casos de sarampo em 2018. Infelizmente, esse número também cresceu no Brasil: houve quase 11 mil casos – 10 crianças e dois adultos morreram. A razão da volta do sarampo é a queda da quantidade de pessoas vacinadas no conjunto da população. Por isso e pelo ressurgimento de outras doenças consideradas sob controle, a OMS decidiu que a maior emergência da saúde pública mundial neste 2019 é a hesitação em se vacinar e em vacinar os filhos.

Neste final de semana, o Instituto Butantan completa 118 anos. Desde sua criação em 1901, o Instituto vem fazendo parte do bem-sucedido esforço mundial em aumentar a saúde e o bem-estar de todos, principalmente por meio das vacinas e dos soros. Por isso, o final de semana é de festa.

Vai ter parede para escalar, microscópio para olhar, vídeo para se espantar, célula para entrar, jogos para jogar, palestra para assistir, Teatro da Emília: tudo de graça!

COMENTÁRIOS