Instituto do Câncer de São Paulo promove ações para o “Outubro Rosa”

Instituto do Câncer de São Paulo promove ações para o “Outubro Rosa”

 

O Instituto do Câncer de São Paulo, unidade ligada à Secretaria de Estado da Saúde e à Faculdade de Medicina da USP, participa da campanha Outubro Rosa com diversas ações para a conscientização e prevenção do câncer de mama.

A partir de quarta-feira (9), estará disponível a exposição Revele o Rosa. Em parceria com a marca de calçados Picadilly, a exposição, organizada como uma galeria de arte interativa, apresenta quadros pintados com base em histórias inspiradoras de pacientes em tratamento de câncer de mama, assinados pelas artistas plásticas Tânia Turcato e Laura Sichetti. As obras ficarão expostas no hall de entrada do hospital até dia 18, das 8h às 17h, e terá à disposição do expectador headfones, que permitirão ouvir a história por trás de cada pintura.

Com a proposta de levar informação de qualidade acerca do tema, no dia 22, das 12h30 às 13h30, acontecerá a palestra “Entendendo o Câncer – Especial Outubro Rosa”. Ministrada pela médica responsável do Grupo de Onco-Mama do Instituto, Laura Testa, o evento é aberto ao público mediante inscrição prévia, que pode ser realizada no site www.entendendoocancer.eventbrite.com.br.

Além disso, no dia 25, às 14h30, acontece o Encontro da Autoestima para pacientes convidadas, que receberão dicas de cuidado, estilo e beleza da jornalista e consultora de moda Daniela Ferraz. Na ocasião, as participantes serão maquiadas e participarão de uma sessão de fotos.

Para encerrar as atividades do Outubro Rosa e marcar a transição para o Novembro Azul, no dia 8/11, às 11h, acontece o tradicional desfile promovido pela instituição, dessa vez, intitulado “As Nuances das Décadas da Moda”. Serão cerca de 40 “modelos”, entre homens e mulheres, que fazem ou fizeram tratamento na unidade e andarão pelo tapete vermelho com figurinos desenhados por alunos e futuros estilistas da Faculdade de Moda Santa Marcelina.

Durante todo o mês, a fachada do prédio estará iluminada de rosa e quem circular pelo hospital também receberá laços de cetim da cor da campanha para ressaltar a importância do tema. Além disso, serão realizadas atividades pontuais de orientação nos ambulatórios com pacientes, acompanhantes e familiares.

As ações são maneiras de chamar a atenção das pessoas para a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, que é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo todo. No Instituto do Câncer de São Paulo, os grupos de Mastologia e Onco-Mama realizam em média 2,3 mil atendimentos por mês.

Um diagnóstico precoce possibilita tratamentos menos invasivos, com maiores chances de sucesso e mais qualidade de vida ao paciente.  “O câncer de mama é a multiplicação incontrolável de células anormais, podendo ter origem por alterações genéticas (adquiridas ou hereditárias) e boa parte dos diagnósticos tem evolução favorável se tratados em tempo adequado”, destaca o médico chefe do Serviço de Mastologia do Instituto, José Roberto Filassi.

Além disso, fatores como alimentação saudável, prática regular de atividade física e conhecer o próprio corpo são fundamentais na prevenção da doença. É importante que as mulheres fiquem atentas aos sinais incomuns que seu corpo pode manifestar, como retração da pele, vermelhidão, inchaço com aspecto semelhante à casca de laranja, ferida ou descamação do mamilo e saída de secreção. “Visitar o médico anualmente e realizar exames de rotina podem auxiliar na detecção inicial do câncer e de outras doenças”, reforça o mastologista.

“As ações em celebração ao Outubro Rosa têm como objetivo, principalmente, chamar a atenção sobre a importância da prevenção e detecção precoce do câncer de mama”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

 

COMENTÁRIOS