Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia realiza Oficina de Prevenção de Quedas em Idosos

Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia realiza Oficina de Prevenção de Quedas em Idosos

Nesta quinta-feira (27), o Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia “José Ermírio de Moraes”, da Coordenadoria de Serviços de Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde, realiza a Oficina de Prevenção de Quedas em Idosos para colaboradores da garagem da Viação Metrópole.  

Ao longo do dia, motoristas, cobradores e colaboradores participarão de oficinas de sensibilização sobre as alterações do envelhecimento e os fatores de riscos para quedas em idosos que utilizam o transporte público, bem como medidas preventivas que podem ser adotadas pelos motoristas e cobradores para reduzir a incidência de quedas. 

A capacitação será destinada a 100 profissionais que terão a oportunidade de replicar a capacitação para os demais funcionários.  A empresa Viação Metrópole possui oito mil funcionários.  

O IPGG realizou também, nesta quarta-feira (26), oficina de prevenção de quedas especialmente para idosos, com atividades direcionadas para fortalecimento muscular, treino para melhora do equilíbrio, orientação e exercícios para cuidados com os pés, debate sobre medo de cair e cuidados com a alimentação e a prevenção de quedas. Participaram usuários internos e externos do instituto. 

 Semana de Prevenção de Quedas 

 Entre os dias 23 e 26 de junho acontece a Semana Mundial de Prevenção às Quedas de Idosos. No Estado de São Paulo, existem aproximadamente 4 milhões de pessoas idosas. Na capital, vivem 1,5 milhão. Pensando nessa parcela significativa da população (11,6 dos cidadãos paulistas) que requer necessidades diferentes dos adultos, a Saúde separou algumas dicas que podem melhorar a qualidade de vida não apenas dos idosos, mas de todos a sua volta. Clique aqui e confira a matéria completa.  

“Nosso objetivo é conscientizar não apenas a população idosa, mas também aqueles que convivem com os idosos, como familiares e cuidadores, sobre os cuidados que devem ser tomados. A queda para uma pessoa idosa pode trazer efeitos devastadores”, completa Claudia Fló, coordenadora da área de Saúde do Idoso da Secretaria de Estado da Saúde.

A prevenção é o melhor remédio, destaca a Silvia Gaspar, fisioterapeuta do Instituto do Coração (InCor). “Com o envelhecimento a gente vai ter alterações na parte muscular e óssea. Vamos perdendo um pouco de força e equilíbrio. Então se a gente não fizer um envelhecimento mais saudável com atividade física, e alimentação a gente pode correr o risco de vir a cair com mais facilidade”.

 

COMENTÁRIOS