‘Itaquerão’ tem mutirão de mamografia para 700 mulheres

‘Itaquerão’ tem mutirão de mamografia para 700 mulheres

 Carreta itinerante do programa ‘Mulheres de Peito’ chega ao estádio do Corinthians disseminar a importância da prevenção do câncer de mama

A Secretaria de Estado da Saúde e o Sport Club Corinthians Paulista se uniram para reforçar o “time” na luta contra o câncer de mama. Durante a semana de 26 a 30 de outubro, mamografias gratuitas serão ofertadas pela carreta-itinerante do programa estadual “Mulheres de Peito” que ficará instalada temporariamente na Arena Corinthians.

Cerca de 700 mulheres serão atendidas por meio da iniciativa, que integra a campanha “Corinthians é Preto e Branco, Outubro Rosa” promovida pelo clube para incentivar a prevenção da doença.

A unidade móvel da Secretaria funcionará das 8h às 20h e realizará exames de mamografia entre segunda e sexta-feira, para mulheres que se inscreveram previamente por meio do site da campanha, sem necessidade que elas levem o pedido médico. O sábado, 31 de outubro, será reservado para devolutivas às pacientes, com orientações e complementos conforme indicação da equipe médica presente.

A carreta estará instalada no estacionamento do estádio, com acesso pelos portões J e K, do setor leste.

Já estão definidas, para atendimento prioritário, 257 mulheres consideradas em grupo de risco – ou seja, aquelas que identificaram alterações na mama e possuem histórico familiar de câncer de mama ou ovário. As pacientes com idade entre 40 e 50 anos serão atendidas por especialistas em Ginecologia e Mastologia, que farão triagens e encaminhamentos para realização de mamografia na própria carreta, se constatada a necessidade do exame.

Outros critérios foram considerados para definição das demais participantes, como realização da última mamografia há mais de doze meses, ordem de inscrição e residência nas proximidades do “Itaquerão”.

A carreta do “Mulheres de Peito” permanecerá na Arena Corinthians e retomará suas atividades na semana seguinte. Entre os dias 3 e 14 de novembro, serão atendidas policiais femininas e esposas de oficiais do 39º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, localizado em Itaquera, zona Leste da capital.

A Secretaria mobilizará, por dia, cerca de 15 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos e agentes administrativos, para garantir a qualidade do serviço em todo o período.

0800

Mulheres entre 50 e 69 anos de idade que fazem aniversário em Outubro e nasceram em ano ímpar podem fazer mamografia grátis sem precisar ter em mãos pedido médico no Estado de São Paulo. Basta agendar o exame por meio de um callcenter da Secretaria de Estado da Saúde.

O serviço integra o programa estadual “Mulheres de Peito”, que tem como objetivo rastrear e prevenir o câncer de mama no Estado. O agendamento da mamografia sem necessidade de encaminhamento médico é feito no mês de aniversário das pacientes, e tem como objetivo incentivar a prevenção entre as mulheres.

No próximo mês será a vez das aniversariantes de novembro, nascidas em ano ímpar, agendarem a mamografia sem necessidade de pedido médico, e assim, por diante. Mas caso a mulher tenha nascido em ano par e esteja há mais de dois anos sem fazer o exame, também poderá fazer o agendamento no mês de seu aniversário, ainda este ano.

Para quem liga no callcenter, pelo 0800-779-0000, e se enquadra no perfil do programa, o agendamento da mamografia é feito em um dos 300 serviços do SUS (Sistema Único de Saúde) paulista que possuem o equipamento, no local mais próximo da residência da paciente.

Desde o início do ano passado até março de 2015 23,6 mil mamografia foram agendadas por todo o Estado por meio do 0800.

No momento da ligação, que pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, é importante que a paciente tenha em mãos dados como número do cartão SUS, endereço, telefone, data de nascimento e nome completo dos pais. Isso garante maior agilidade ao agendamento.

A previsão é de que a mamografia seja realizada ainda no mês de aniversário da paciente ou, no máximo, em 45 dias após a solicitação do exame. Se forem detectadas alterações no exame ou suspeitas de câncer, os casos são encaminhados a um serviço de referência do SUS para fazer avaliações complementares, acompanhamento ou tratamento, de acordo com cada caso.

Já o exame de mamografia mediante encaminhamento médico está disponível na rotina da rede pública de saúde em todo o Brasil e independe do mês ou ano de aniversário.

COMENTÁRIOS