Juquery é tema de samba-enredo da X-9 Paulistana no carnaval 2014

Juquery é tema de samba-enredo da X-9 Paulistana no carnaval 2014

Além de falar de vários símbolos da ‘loucura’ por meio da história, enredo da escola homenageia o Dr. Franco da Rocha e o famoso hospital psiquiátrico

            O Complexo Hospitalar do Juquery, ligado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, será homenageado pela X-9 paulistana no Desfile das Escolas de Samba de São Paulo deste ano.

O samba-enredo da escola tem como tema principal o famoso hospital psiquiátrico localizado em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, e fundado há 116 anos (veja letra abaixo).

Há aproximadamente três anos, o carnavalesco carioca Flávio Campello iniciou um longo processo de pesquisa que o levou a conhecer o Juquery.

A pesquisa, não apenas sobre a mente humana e os transtornos mentais, mas também de símbolos da Psiquiatria, como o Juquery, integraram a rotina do carnavalesco, que percebeu como a terminologia “loucura” virou símbolo de “genialidade”. Decidiu, por meio do enredo, mostrar que, de fato, de louco todo mundo tem um pouco.

“O Flávio me convenceu a ‘levar’ o Juquery para o Sambódromo paulistano. É como se estivéssemos invadindo a cidade, para contar a história dos transtornos mentais através dos tempos, seja nas artes, na política ou na religião”, conta Glalco Cyriaco, diretor do Complexo Hospitalar do Juquery.

Para o diretor, a homenagem da agremiação vem abrilhantar outras novidades no local. É que este ano serão investidos mais de R$ 40 milhões no processo de reforma e revitalização dos 20 edifícios da unidade e modernização dos serviços de saúde.

Os 105 leitos do Juquery serão destinados a pacientes que necessitem de um equipamento de saúde voltado a cuidados clínicos de longa permanência, e a Vila Residencial, inaugurada em 1934 para uso dos médicos, composta por sete casas, será utilizada como “lares abrigados”, vinculados à criação de um espaço de transição dos pacientes psiquiátricos crônicos, em processo de reabilitação psicossocial e reinserção social.

 

Letra do samba-enredo

Autores: Silas Augusto, Noel, Beto Ferraz, Jota Soares, Júnior Fusion.

Intérprete: Tinga e Igor Vianna

Lá vem zona Norte aí
É o Juqueri tomando conta da cidade
Meu paraíso é diferente
Louco e irreverente
“Franco” palco da insanidade
Na mente o conflito é geral
Inconsequente delírio real
Graças a Deus
A fé não fez queimar a liberdade
Dos grandes gênios da humanidade
Que a história imortalizou

Taca fogo na censura… loucura !
Tem vampiro pra sugar na veia
Despirocado pelado é de perder a cabeça
Imperador enlouquecendo a realeza

Será…
Que o personagem na ilusão do escritor
Se assemelha a visão de um pintor ?
O livro se abre
A arte revela, um sonhador
Em sinfonias imortais
Eu vou ficar com certeza
Maluco gerando gentileza
Aplausos para os grandes mestres da folia
Insanos operários da alegria
A delirar, nesta festa popular

Maluco, pirado, doido por você
Hoje a x-9 vai enlouquecer
Alucinado fora do normal
Louco pra ganhar o carnaval

COMENTÁRIOS