Manoel de Abreu entra em reforma e hospitais de Bauru recebem R$ 7 milhões extras

Manoel de Abreu entra em reforma e hospitais de Bauru recebem R$ 7 milhões extras

Unidade de retaguarda, em Bauru, será beneficiada com novos equipamentos e aumento do número de leitos 

O Hospital Estadual Manoel de Abreu, unidade da Secretaria de Estado da Saúde administrada em parceria com a Famesp (Fundação para o Desenvolvimento Médico Hospitalar), vai passar por uma grande obra, com ampliação e adequação para atender às necessidades dos moradores de Bauru e região.

Com a previsão de investimento total de R$ 20 milhões com recursos exclusivos do Estado, os prédios, salas de atendimento e espaços serão totalmente reformados e ampliados. O número de leitos em funcionamento, que atualmente é de 41, saltará para 75 ao final das obras. Com isso, a capacidade de atendimento da unidade aumentará de 110 para 145 internações mensais.

O número de leitos por quarto também passará por readequação. Atualmente a divisão é de três a cinco leitos por cada quarto, e, após a reforma, serão dois leitos por quarto, garantindo maior conforto e privacidade aos pacientes e acompanhantes.

A unidade manterá o mesmo perfil de atendimento, realizando internações prolongadas de clínica médica, infectologia e dependentes químicos. Além disso, o hospital ganhará novos recursos de diagnóstico, como aparelho de raio-x, de ultrassonografia e estrutura de análises laboratoriais.

Com mais de 65 anos, a estrutura do Hospital Manoel de Abreu necessita dessa reforma total com prioridade e, para garantir a segurança e a saúde dos pacientes e funcionários, durante as obras, os atendimentos serão redirecionados para outras unidades hospitalares de Bauru.

Os pacientes que já estão internados serão transferidos gradativamente para o Hospital Estadual de Bauru, Hospital de Base e Instituto Lauro de Souza Lima. A expectativa é de que até abril todos estejam internados nessas unidades. Novos pacientes também serão encaminhados já a partir de agora para esses três serviços.

Para garantir a manutenção do volume mensal de internações oferecidas à população pelo Manoel de Abreu enquanto ocorre a reforma, a Secretaria ativará novos leitos nos três outros hospitais estaduais situados em Bauru. No Hospital de Base serão 32 leitos, no Estadual 11 e no Lauro de Souza Lima mais 15, totalizando 58 leitos, maior do que a oferta atual.

Para garantir esse atendimento, a pasta irá repassar, até o final do ano, cerca de R$ 7,2 milhões extras para o Hospital de Base e Hospital Estadual. O recurso é proveniente do orçamento anual do próprio Manoel de Abreu.

Os 132 funcionários que hoje atuam no Hospital Manoel de Abreu terão a opção de escolher para quais unidades desejam ser transferidos, sendo elas o Hospital de Base, Hospital Estadual e a Maternidade Santa Isabel. A transferência temporária ocorrerá mantendo a função e a remuneração originais do profissional. Não haverá demissões.

Após o término das obras, o funcionário terá a opção de escolher se deseja permanecer no hospital em que foi alocado ou retornar ao Manoel de Abreu, atendendo, assim, a um pedido feito pelos próprios profissionais.

“O Hospital Estadual Manoel de Abreu é uma unidade histórica para Bauru e região. Fundado na década de 50, o hospital necessita dessas modernizações e ampliações para adequar o atendimento aos avanços tecnológicos da medicina atual. As obras irão trazer novos equipamentos, maior número de leitos e melhores condições de trabalho para os profissionais que atuam na unidade”, afirma o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

COMENTÁRIOS