Meu filho engoliu uma pinha. E agora?

Meu filho engoliu uma pinha. E agora?

Você sabe o que fazer se seu filho engolir uma pilha?

Uma das maiores preocupações para as mamães nos primeiros meses de idade do bebê é o cuidado com o que ele coloca na boca. É comum nesta fase, conhecida como fase oral, a tendência de a criança colocar os mais diversos objetos na boca. Pequenas e fáceis de engolir, pilhas e baterias são alvos recorrentes dos pequenos.

Pediatra e diretor do Instituto Brasileiro de Estudos Toxicológicos e Farmacológicos, Anthony Wong, explica que é necessário realizar o exame de Raio-X e esperar que o material saia do organismo naturalmente, no caso das pilhas. Já em caso de ingestão de baterias em forma de disco o cuidado deve ser outro.

“Dentro dela há um líquido alcalino que pode provocar uma inflamação no intestino delgado e a necessidade de operação emergencial. Por isso, uma endoscopia deve ser solicitada prontamente para tentar impedir que ela chegue ao intestino”, explica ele.

Para evitar tais complicações, deixe pilhas e baterias em lugares de difícil acesso para o bebê. Em casos de controles remoto, prenda bem com uma fita adesiva. “Eu sempre fico muito atento para não deixar os controles remotos da TV, do som ou do ar-condicionado sem as tampas. Procuro sempre passar uma fita para não deixar que as pilhas fiquem expostas”, relata o programador de redes, Carlos Eduardo Biasetto.

 

 

COMENTÁRIOS