Mogi das Cruzes ganha radioterapia e serviço completo de combate ao câncer

Mogi das Cruzes ganha radioterapia e serviço completo de combate ao câncer

No total, investimento do governo estadual será de R$ 17,7 milhões; serviço de radioterapia deve começar já em abril

      A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo acaba de firmar convênio com o Instituto Arnaldo Vieira de Carvalho para a implantação do serviço de radioterapia na cidade de Mogi das Cruzes. A previsão é que os atendimentos, que serão referência para os 11 municípios que compõem de Alto Tietê, sejam iniciados no mês de abril.

Com investimento de R$ 2,4 milhões, o convênio com a instituição filantrópica terá vigência de 12 meses, contados a partir da assinatura do contrato, realizada na última quarta-feira, dia 26 de março.

Após o término do convênio, os pacientes oncológicos do Alto Tietê que tiverem indicação de tratamento radioterápico serão atendidos no Hospital de Clínicas Luzia de Pinho, que é referência em oncologia na região.

Somente para a implantação do serviço no Luzia, serão investidos R$ 15,3 milhões. As obras, previstas para serem iniciadas também no mês de abril, serão realizadas para a construção do edifício de radioterapia e para a instalação de uma passarela interligada ao hospital.

Em média, o Luzia já atende, em seu ambulatório, cerca de 820 pacientes oncológicos por mês. Somente no setor de quimioterapia, a média mensal de atendimento é de 440 pacientes.

“A partir de agora, a população do Alto Tietê vai poder contar com um tratamento oncológico completo perto de sua residência. Além disso,

em breve, a região ainda terá uma ala, dentro do Hospital de Clínicas Luzia de Pinho Melo, totalmente adaptada e construída exclusivamente para atender os pacientes que estão em tratamento radioterápico contra o câncer”, diz David Uip, secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

Ampliação de atendimentos ortopédicos

 

         A partir da próxima segunda-feira, dia 30 de março, o Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos ampliará em 25% o número de atendimentos ortopédicos realizados por mês na unidade. Atualmente, somente em seu pronto-socorro, a média mensal de atendimentos do Hospital na especialidade de ortopedia é de 1,6 mil.

Através do reforço de sete novos médicos o Regional de Ferraz passará a contar com uma equipe de 35 ortopedistas que oferecerão atendimentos nos setores de urgência e emergência, ambulatório e enfermaria.

Com isso, de imediato, o Hospital passará a atender toda a demanda interna de casos de ortopedia, de média complexidade, que derem entrada pelo pronto socorro da unidade, o que irá auxiliar também a desafogar o atendimento realizado pelo Hospital de Clínicas Luzia de Pinho Melo nesta especialidade.

Além disso, até o mês de maio, está prevista ainda a conclusão da reforma que está sendo realizada no setor de maternidade do Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos e a retomada gradativa dos atendimentos oferecidos nessa especialidade.

COMENTÁRIOS