Mosquito da dengue continua sendo ameaça em estações mais frias

Mosquito da dengue continua sendo ameaça em estações mais frias

Com a chegada do outono, muitas pessoas pensam que o mosquito da dengue não é mais uma ameaça. No entanto, a Saúde alerta que o Aedes Aegypti, transmissor da dengue, possui um patrimônio genético enorme e variável mesmo em estações como o outono e inverno.

Muitas pesquisas já confirmaram que o mosquito sofre alterações e modificações em curtos prazos, mudando tanto de tamanho quanto formato da asa de acordo com as diferentes estações do ano. “Percebemos que o patrimônio genético do mosquito é bem rico e dinâmico, ou seja, a espécie tem grande potencial para sofrer alterações. Isso sugere que eles são muito versáteis em explorar novos ambientes e, possivelmente, contornar as nossas tentativas de eliminá-los”, destaca o pesquisador Lincoln Suesdek.

“Esta descoberta aponta que o cuidado com o mosquito, principalmente em São Paulo, deve ser redobrado em todas as épocas do ano. Isso reafirma a importância do envolvimento da população urbana para evitar a proliferação do mosquito”, explica Suesdek.

 

 

COMENTÁRIOS