Mulheres com aniversário em maio podem fazer mamografia sem pedido médico em SP

Mulheres com aniversário em maio podem fazer mamografia sem pedido médico em SP

Serviço 0800 do programa estadual Mulheres de Peito agenda o exame na unidade de saúde mais próxima no mês de aniversário das pacientes, visando rastrear e prevenir o câncer de mama

Mulheres entre 50 e 69 anos de idade que fazem aniversário em maio e nasceram em ano ímpar podem fazer mamografia grátis sem precisar ter em mãos pedido médico no Estado de São Paulo. Basta agendar o exame por meio de um callcenter da Secretaria de Estado da Saúde.

O serviço integra o programa estadual “Mulheres de Peito”, que tem como objetivo rastrear e prevenir o câncer de mama no Estado. O agendamento da mamografia sem necessidade de encaminhamento médico é feito no mês de aniversário das pacientes, e tem como objetivo incentivar a prevenção entre as mulheres.

No próximo mês será a vez das aniversariantes de junho, nascidas em ano ímpar, agendarem a mamografia sem necessidade de pedido médico, e assim, por diante. Mas caso a mulher tenha nascido em ano par e esteja há mais de dois anos sem fazer o exame, também poderá fazer o agendamento no mês de seu aniversário, ainda este ano.

Para quem liga no callcenter, pelo 0800-779-0000, e se enquadra no perfil do programa, o agendamento da mamografia é feito em um dos 300 serviços do SUS (Sistema Único de Saúde) paulista que possuem o equipamento, no local mais próximo da residência da paciente.

Desde o início do ano passado até março de 2015 23,6 mil mamografia foram agendadas por todo o Estado por meio do 0800.

No momento da ligação, que pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, é importante que a paciente tenha em mãos dados como número do cartão SUS, endereço, telefone, data de nascimento e nome completo dos pais. Isso garante maior agilidade ao agendamento.

A previsão é de que a mamografia seja realizada ainda no mês de aniversário da paciente ou, no máximo, em 45 dias após a solicitação do exame. Se forem detectadas alterações no exame ou suspeitas de câncer, os casos são encaminhados a um serviço de referência do SUS para fazer avaliações complementares, acompanhamento ou tratamento, de acordo com cada caso.

Já o exame de mamografia mediante encaminhamento médico está disponível na rotina da rede pública de saúde em todo o Brasil e independe do mês ou ano de aniversário.

“O câncer de mama é a maior causa de morte por tumores em mulheres no Brasil e também em São Paulo. Por isso, criamos esse programa de rastreamento com o objetivo de ampliar e facilitar o acesso das mulheres na faixa dos 50 aos 69 anos ao exame de mamografia e, consequentemente, agilizar o diagnóstico e tratamento para a doença que pode ser curável se for descoberta e tratada precocemente”, afirma David Uip, secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

COMENTÁRIOS