Museu de Saúde Pública e Juquery firmam parceria para oficinas culturais e exposição artística

Museu de Saúde Pública e Juquery firmam parceria para oficinas culturais e exposição artística

Mostra “Mais que humanos” tem entrada gratuita e fica em cartaz até 2017; diversas outras oficinas e intervenções culturais estão na programação

O Museu de Saúde Pública Emílio Ribas, que pertence ao Instituto Butantan, e o Museu Osório César, do Complexo Hospitalar do Juquery, firmaram uma parceria para a organização de eventos culturais gratuitos de agosto a fevereiro de 2017. Na programação estão exposições de arte, atividades culturais, sessões de cinema, oficinas e exposições.

Uma das principais atividades é a mostra “Mais que humanos”, que apresenta pinturas e esculturas provenientes da experiência terapêutica pioneira da Escola Livre de Artes, estabelecida no Juquery no final dos anos 1940.

A exposição também conta com mesas redondas, conversas literárias, cine-debates, oficinas, mostras e intervenções artísticas. Serão expostas mais de 100 obras de pacientes que estiveram em condição manicomial e frequentaram o Ateliê Livre criado pelo psiquiatra Dr. Osório César, na década de 1950: esculturas em argila, pinturas e também algumas peças do mobiliário histórico da instituição.

Na manhã do dia 22 de agosto, será apresentado a “Casa Rodante”, uma intervenção urbana que ocupará as ruas e calçadas do museu relatando o fluxo da vizinhança estimulando o imaginário dos participantes poéticos e políticos das ruas através dos sons, das imagens, das palavras, dos encontros afetivos.

Esta oficina contará com mesas-redondas, conversas literárias e cine-debate para sanar qualquer dúvida que o participante tenha, além de incentivá-lo com sua presença. O término da oficina Intervenção Urbana – Casa Rodante se dará às 16 horas.

Nos dias 1 e 2 de setembro e nos dias 6 e 7 de outubro, será realizada a oficina TOQUE – oficina de autorretrato facial em relevo, que contará com dezenas de convidados (pessoas com formação artística ou não), portadores de deficiência, pacientes psiquiátricos, entre outros. Realizada em dois módulos, cada participante produzirá autorretratos feitos em papel machê.

As peças da oficina serão incorporados à exposição TOQUE, com o objetivo de incentivar a criação do observador, que vai idealizar como seria os personagens citados, a fim de estimular a imaginação e a utilização do tato para a produção das obras, incluindo também, as pessoas sem visão.

Para o público espontâneo (população em geral a partir dos 12 anos de idade) a visita é livre, podendo ser feita com ou sem o acompanhamento dos educadores. Também estará disponível aos interessados, visita mediada na recepção do museu.

Para grupos escolares (ensino fundamental II em diante), a partir de 15 pessoas, é necessário agendamento, sendo oferecidas atividades educativas específicas para os grupos.

O Museu de Saúde Pública Emílio Ribas do Instituto Butantan fica localizado na Rua Tenente Pena, 100 – Bom Retiro, São Paulo – SP.

Programação

20 de agosto até fevereiro de 2017: Mostra “Mais que humanos”

22 de agosto, das 10 às 16 horas: Intervenção urbana – Casa Rodante

1 e 2 de setembro – das 13h30 às 17h: TOQUE – “Instalação em processo – autoria compartilhada” – Oficina 1

6 e 7 de outubro: TOQUE – “Instalação em processo – autoria compartilhada” – Oficina 2

Para participar da oficina, basta ter acima dos 16 anos. As inscrições terão vagas limitadas feitas através do site do Butantan. Para maiores informações: museuer.ib@butantan.gov.br – Todo material será disponibilizado pelo Museu.

Serviço

Exposição de Artes e oficinas culturais

Onde: Museu de Saúde Pública

Endereço: Rua Tenente Pena, 100 – Bom Retiro, São Paulo – SP

Quando: de 20 de agosto de 2016 a fevereiro de 2017

COMENTÁRIOS