Oficinas de culinária ensinam pacientes com câncer a “driblar” sintomas do tratamento

Oficinas de culinária ensinam pacientes com câncer a “driblar” sintomas do tratamento

Icesp também disponibiliza cartilha de receitas saudáveis e apetitosas na internet

 

É muito comum o paciente com câncer perder o apetite durante o tratamento. Pensando nisso, o serviço de Nutrição e Dietética do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), ligado a Secretaria de Estado da Saúde, oferece aulas práticas de culinária para ensinar pacientes e acompanhantes a preparar receitas que estimulem o paladar e reduzam os efeitos colaterais comuns da quimioterapia, como náuseas e dor para engolir.

As oficinas acontecem toda terça-feira e atendem cerca de 80 pessoas por mês. As receitas são testadas pela equipe antes das aulas e, além de gostosas e saudáveis, têm baixo custo.

Suco de maçã com limão e hortelã, por exemplo, apesar de simples, ajuda a aliviar a sensação de boca seca e enjoo, tão comuns durante o período de quimioterapia. Já entre os pratos principais, o rocambole salgado de fubá (receita abaixo) é uma das mais pedidas.

A oficina inclui a participação de uma psicóloga, para que os acompanhantes sejam auxiliados a compreender o comportamento do paciente nesta fase do tratamento e aprendam a melhor maneira de lidar com estes sintomas.

A quimioterapia impede a multiplicação de células malignas. O processo, entretanto, pode causar alterações no paladar como a redução ou ausência da sensibilidade aos sabores. Apesar de temporários, esses efeitos são um dos principais responsáveis pela diminuição do apetite e perda de peso dos pacientes.

“O acompanhamento do médico e, em alguns casos, a prescrição de medicamentos para possíveis reações é fundamental, mas o auxílio pode vir da cozinha de casa, na elaboração de pratos que ajudam a melhorar o apetite e controlar os sintomas”, comenta o coordenador do Serviço de Nutrição do Icesp, Vitor Modesto Rosa.

Além das aulas semanais na Cozinha Experimental, o Icesp também disponibiliza gratuitamente na internet (http://www.icesp.org.br/pdf/materiais_informativos/Receitas.pdf) um cardápio elaborado com dicas e preparações de pratos salgados, doces e bebidas, indicados para amenizar cada tipo de sintoma.

 

 

Confira a receita:

 

Rocambole salgado de fubá

Ajuda no controle da dor para engolir, feridas na boca, náuseas, vômitos e diarreia.

 

Ingredientes

Massa

1 xícara (chá) de fubá

2 ½ xícaras (chá) de água

1 colher (chá) de sal

2 colheres (sopa) de salsinha picada

 

Recheio

2 colheres (sopa) de óleo

2 colheres (sopa) de cebola picada

2 dentes de alho picados

200g de frango desfiado

1 xícara (chá) de tomate sem semente picado

2 colheres (sopa) de salsinha picada

½ colher (chá) de sal

2 colheres (sopa) de queijo ralado

 

Modo de preparo

Massa

Coloque todos os ingredientes em uma panela, leve ao fogo e cozinhe por cinco minutos, sem parar de mexer.

 

Recheio

Aqueça o óleo em uma panela e doure a cebola e o alho. Acrescente no refogado o frango, o tomate, a salsinha e o sal.

 

Montagem

Espalhe a massa de fubá sobre um filme plástico, coloque o recheio e enrole, apertando bem. Coloque na geladeira para endurecer. Retire o filme plástico, polvilhe o queijo ralado, leve ao forno para aquecer e corte em fatias grossas.

 

Rendimento: 6 porções de 120g

Calorias: 200 kcal por porção

COMENTÁRIOS