#OutubroRosa: prevenção e conscientização são o caminho na luta contra o câncer de mama

#OutubroRosa: prevenção e conscientização são o caminho na luta contra o câncer de mama

Sabrina Parlatore foi diagnosticada com câncer de mama aos 40 anos e, após tratamento, venceu a doença

Diagnosticada com câncer de mama aos 40 anos, Sabrina Parlatore, após tratamento, venceu a doença

Neste mês de Outubro, o Governo do Estado de São Paulo amplia suas ações para engrossar a luta contra o câncer de mama. Durante a campanha do Outubro Rosa, diversas unidades da Secretaria da Saúde montaram uma programação especial em todo o Estado.

É muito importante falar sobre a prevenção do câncer de mama, porque um diagnóstico precoce possibilita tratamentos menos invasivos, com maiores chances de sucesso e mais qualidade de vida ao paciente. “O câncer de mama é a multiplicação incontrolável de células anormais, podendo ter origem por alterações genéticas (adquiridas ou hereditárias) e boa parte dos diagnósticos tem evolução favorável se tratados em tempo adequado”, destaca o médico chefe do Serviço de Mastologia do Instituto do Câncer de São Paulo (Icesp), José Roberto Filassi.

Em todo caso, é importante lembrar que a genética não está diretamente ligada à doença. Após notar um nódulo e fazer exames de rotina, a apresentadora de TV Sabrina Parlatore foi diagnosticada com câncer de mama em 2015. Com 40 anos de idade e sem histórico familiar da doença, em dez meses ela passou por uma cirurgia para a retirada do tumor (quadrantectomia), 16 sessões de quimioterapia e 33 sessões de radioterapia. “São 60 mil novos casos de câncer de mama todos os anos no Brasil. Então é muito importante que a mulher esteja atenta. Muitas me procuram já diagnosticadas e o legal é que elas vêem em mim uma esperança, porque elas me vendo hoje tendo superado a doença, tendo superado o tratamento e estando super bem, isso é uma força muito grande para quem ainda vai enfrentar o tratamento”.

Sabrina alerta também para a importância da prevenção. “Sim, é fundamental que a mulher faça seus exames de rotina. Tem sempre um exame adequado a faixa etária. Mamografia a sociedade Brasileira de Mastologia recomenda se fazer a partir dos 40 anos e antes disso o ultrassom de mama também é muito recomendável porque é a melhor forma de prevenção.”, alerta Sabrina. “Importante é não ficar se lamentando porque isso pode acontecer com qualquer pessoa. Focar na solução, visualizar o final do tratamento, você já bem, curada, porque o pensamento positivo num momento desse ajuda muito”.

Ações do Outubro Rosa

A rede estadual de saúde conta com importantes hospitais considerados referência no diagnóstico e tratamento da doença, como o Pérola Byington e o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp). No mês de outubro, eles estão oferecendo programações especiais de conscientização e prevenção da doença.

Para conscientizar e incentivar a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, unidades da Secretaria de Estado da Saúde montaram uma programação especial para o “Outubro Rosa” em todo o Estado. “As ações em celebração ao ‘Outubro Rosa’, tem como objetivo, principalmente, chamar a atenção sobre a importância da prevenção e detecção precoce do câncer de mama”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

A programação da capital paulista conta com o Pérola Byington e no Instituto do Câncer de São  Paulo, além de outras atividades espalhadas por todas as regiões da cidade, da zona sul a zona norte, da zona leste a zona oeste.

– Na região do Alto Tietê, o Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos irá ofertar 80 ultrassons para as pacientes da unidade, além de contar com a “Maleta Mulher Amiga” para funcionários e acompanhantes realizarem o autoexame das mamas.

– No Grande ABC, hospitais estaduais da região irão promover diversas atividades, palestras e workshops, ações de autocuidado em comemoração ao Outubro Rosa, mês dedicada à conscientização do câncer de mama.

– Em Osasco, o Hospital Regional irá distribuir laços e promoverá uma palestra. O Hospital Regional de Itapevi irá realizar palestras sobre a importância da prevenção do câncer de mama e promoverá uma campanha interna de autoexame entre os funcionários. Já o Hospital Geral de Carapicuíba irá disponibilizar exames de mamografia para as colaboradoras com mais de 40 anos e realizará a palestra “5 Pilares para uma vida saudável”.

– Em Rio Preto, o Hospital Estadual João Paulo II, referência no atendimento regional, contará com uma iluminação especial. Além disso, haverá palestra sobre conscientização e importância em fazer o exame de mamografia. Os AMEs da região contarão com serviços especiais no mês.

– Na região de Araçatuba, o Hospital Estadual de Mirandópolis realizará diversas atividades com orientações sobre a prevenção do câncer de mama nas dependências da unidade.

– Em Ribeirão Preto, Centro de Referência da Saúde da Mulher (MATER), de Ribeirão Preto, programou para este mês uma roda de conversa. Assim como o Hospital Santa Tereza de Ribeirão Preto, que também terá uma ação de corte de cabelo para doação.

– Na região do Vale do Paraíba, o Hospital Regional de São José dos Campos disponibilizará cartazes informativos. No Hospital Regional do Vale do Paraíba, em Taubaté, também haverá palestras, com recepção de músicos voluntários.

– Em Bauru, o Hospital Estadual de Bauru, referência no atendimento na região, realizará o já tradicional Mutirão Outubro Rosa de Exame Clínico da Mama. Já o Centro de Atenção Integral à Saúde(CAIS), localizado na cidade de Lins, também realizará diversas atividades.

– Em Presidente Prudente, o Hospital Estadual, referência no atendimento regional, contará com uma decoração especial e uma contadora de histórias no serviço, onde também serão compartilhados relatos de superação na luta contra o câncer de mama. O Hospital Regional de Presidente Prudente realizará palestras sobre prevenção, diagnóstico e tratamento; além de atendimento especial para com as colaboradoras da unidade. Já o Hospital Porto Primavera promoverá um concurso de frase para a campanha Outubro Rosa, além de uma palestra sobre o tema.

– Na região da Baixada e do Vale do Ribeira, o Instituto de Infectologia Emílio Ribas II realiza uma série de rodas de conversas, além de exames preventivos de ultrassom. Já o Hospital Regional de Registro, no Vale do Ribeira, contará com dinâmicas e orientações sobre prevenção.

– No mês de outubro, o AME Tupã realizará um “quiz” de perguntas e respostas sobre o tema para os pacientes, com brindes aos participantes. A unidade participa também do Corujão da Saúde, que oferece mamografia a pacientes, além de ultrassonografia e endoscopia na região de Marília.

– No mês de outubro, os hospitais estaduais da região de Cotia irão promover diversas atividades, palestras e workshops em comemoração ao Outubro Rosa, mês dedicado à conscientização sobre o câncer de mama.

– Durante todo o mês, o Hospital Estadual de Franco da Rocha terá iluminação especial em áreas externas, além de promover palestras e roda de discussões. O Hospital Estadual de Francisco Morato também realizará palestras. Um dos destaques do mês será o 8° Passeio Ciclístico e Caminhada Ecológica promovido pelo Complexo Hospitalar do Juquery.

– Para conscientizar e incentivar a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, o Hospital Estadual de Sumaré, unidade da Secretaria de Estado da Saúde, montou uma programação especial para o “Outubro Rosa”.

– Para conscientizar e incentivar a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, unidades da Secretaria de Estado da Saúde da região de Sorocaba montaram uma programação especial para o “Outubro Rosa”.

A Secretaria também conta com parceria com a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), que está projetando nos letreiros de rodovias mensagens de incentivo à prevenção, alcançando motoristas, familiares e demais viajantes que circulam pelo Estado de São Paulo.

“Mulheres de Peito”

O Governo do Estado incentiva a realização da mamografia para rastreamento e detecção precoce do câncer de mama com o programa “Mulheres de Peito”, composto por serviços fixos e quatro carretas itinerantes que circulam por todo o território paulista, facilitando o acesso aos serviços (confira abaixo os destinos e datas deste mês).

O serviço oferece exames de mamografia gratuitamente, sem necessidade de pedido médico para mulheres com idade entre 50 e 69 anos. As imagens captadas pelos mamógrafos são encaminhadas para o Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (Sedi), serviço da Secretaria que emite laudos à distância, na capital paulista. O resultado sai de 48 horas a 15 dias após a realização do exame, dependendo da complexidade de cada caso. Desde 2014, já foram realizadas 212 mil exames de mamografia em diversas regiões do Estado.

“O exame salva vidas. A mamografia faz uma detecção precoce, o que não impede que o câncer apareça, mas a descoberta num estágio inicial impede que ele evolua”, explica a supervisora do Mulheres de Peito, Fabiana Angélica de Oliveira.

Além disso, o Estado disponibiliza um callcenter para agendamento telefônico do exame (0800-779-0000). O serviço está disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Nesse caso, o exame é feito num dos mais de 200 serviços de mamografia fixos do SUS paulista, como AMEs, hospitais e clínicas.

COMENTÁRIOS