Pacientes do Cratod plantam 200 árvores nativas no Horto Florestal

Pacientes do Cratod plantam 200 árvores nativas no Horto Florestal

Mudas de espécies da Mata Atlântica foram cultivadas por dependentes químicos em tratamento; capacitação é feita por meio do projeto “Resgatando vidas e Restaurando o bioma”, parceria com o Instituto Florestal

Nesta segunda-feira, 22 de abril, pacientes do Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod) farão o plantio de 200 mudas de espécies nativas no Horto Florestal, localizado na zona Norte da capital.

A ação “Redescobrindo a vida: plantio de enriquecimento dos bosques do Horto Florestal” é uma parceria entre as Secretarias de Estado de Saúde e de Infraestrutura e Meio Ambiente, através do Instituto Florestal.

Das 9h às 11h, serão plantadas mudas de palmito-juçara, ipê-amarelo, ipê-roxo, ipê-branco, jequitibá-rosa, nos bosques localizados na zona de uso especial do Parque Estadual Alberto Löfgren Horto Florestal. As sementes utilizadas são de árvores em extinção provenientes da mata atlântica. A programação inclui ainda a apresentação da banda da Polícia Militar Ambiental e a participação do Grupo Escoteiro Kayapó.

Denominados “aprendizes do bioma”, os pacientes são capacitados por profissionais do Instituto Florestal, que também fornece as sementes e ensina, em aulas e oficinas, técnicas de jardinagem e reflorestamento, desde o preparo da terra para as mudas até a poda de árvores maiores. Com a participação no programa, recebem o certificado de jardineiros e estão aptos exercer a profissão.

“Esse projeto tem inúmeros benefícios para os pacientes, pois além de capacitá-los e reinseri-los na sociedade, contribui também para a preservação dos biomas e locais de mata do estado”, afirma a gestora do projeto, Ana Leonor Sala Alonso.

Há cerca de um ano, os pesquisadores e técnicos do Instituto Florestal ministram aulas e orientam a parte teórica e prática referente a produção de mudas nativas da Mata Atlântica, bem como noções de jardinagem e paisagismo, no prédio do Cratod, localizado na região da Luz, no centro da capital. Cerca de 40 pacientes participaram do treinamento.

O programa tem como um dos principais objetivos reflorestar o bioma de reservas florestais, estações experimentais e parques. Em um ano, já viabilizou o plantio cerca de 18 mil sementes em diversos municípios do Estado.

O Instituto Florestal está localizado na Avenida Santo Inês, 2.814, zona Norte da capital.

COMENTÁRIOS