Pioneiro no país, Ambulatório Trans de SP completa dez anos

Pioneiro no país, Ambulatório Trans de SP completa dez anos

O primeiro Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais do país completa dez anos nesta semana e vai compartilhar a trajetória e experiências do serviço voltado à população trans do Estado de São Paulo. O evento acontece nesta quarta-feira (19), das 8h às 13h.

O encontro é aberto ao público e, para participar, é necessário fazer inscrição no endereço http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=47360. Na ocasião, instituições parceiras, pacientes e demais envolvidos poderão discutir os desafios do serviço e seu papel no SUS, focado no processo transsexualizador.

Implantado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo em 2009, o ambulatório atende cerca de 2.800 pessoas anualmente, sendo 45% de outras cidades e estados. Além disso, já viabilizou mais de 200 cirurgias de redesignação sexual em homens e mulheres trans.

O serviço dispõe de uma equipe multiprofissional e oferece várias modalidades de atendimento, como acolhimento, aconselhamento, orientações sobre autocuidado, terapia hormonal, avaliação e encaminhamento para complicações referentes a silicone, acompanhamento e preparação para cirurgias dentro do processo transsexualizador, com avaliação e acompanhamento em várias especialidades –clínica geral, endocrinologia, ginecologia, proctologia, urologia, saúde mental (psiquiatria, serviço social e psicologia) e fonoaudiologia.

“Parabenizamos o ‘Ambulatório Trans’ por completar dez anos de prestação de um serviço altamente qualificado, garantindo acompanhamento multidisciplinar em todas as etapas de atendimento à população trans, contribuindo para a inserção social e para a autoaceitação desses pacientes”, diz o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira

O diretor do Ambulatório Trans, Ricardo Martins, considera o impacto das ações positivos. “Nestes dez anos, o ambulatório tem cumprido e avançado em sua proposta de ser um serviço de referência para a população de travestis e transexuais no Estado de São Paulo, ao mesmo tempo em que tem acompanhado e protagonizado mudanças significativas na proposição de políticas públicas de atenção a esta população”, afirma.

“O principal diferencial do ambulatório foi a inclusão da população de travestis nos procedimentos de adequação à identidade de gênero e o acesso aos homens trans ao processo transsexualizador”, complementa.

Histórico

A criação do Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais (ASITT), veio ao encontro de orientações preconizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, que consideram que a proteção do direito à livre orientação sexual e identidade de gênero não é apenas uma questão de saúde pública, mas envolve também questões pertinentes à saúde mental e à atenção a outras vulnerabilidades que afetam esses segmentos.

O Programa Estadual de DST/AIDS-SP (PE DST/AIDS-SP) tem o respeito à diversidade sexual como um eixo transversal na implantação de suas políticas, reconhecendo a discriminação como um fator de vulnerabilidade à infecção pelo HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST). Por isso, uma das principais estratégias para garantir o acesso da população aos serviços é o combate à homofobia e a transfobia. “O apoio familiar, suporte social e a estabilidade emocional dos indivíduos são fatores de proteção e resiliência significativos no enfrentamento das adversidades e preconceitos que fazem parte da realidade desta população. Serviços como este contribuem para a promoção da saúde integral desta população, no atendimento de suas necessidades adaptativas e fortalecimento pessoal, tornando-os menos vulneráveis a comportamentos de risco”, finaliza  a coordenadora adjunta do Programa, Maria Clara Gianna.

O Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Trasnsexuais está localizado na rua Santa Cruz, 81, Vila Mariana, zona Sul da capital. O agendamentos de consultas pode ser feito por meio de ligação para (11) 5087-9984, das 8h às 11h.

 

SERVIÇO

“10 anos do Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais: Balanço e Perspectivas”.

Data: 19/06/2019, das 8h às 13h

Local: CEFOR -SP

Endereço: Rua Dona Inácia Uchôa, 574 – Vila Mariana – São Paulo/SP

COMENTÁRIOS