Professor da USP é o primeiro brasileiro nomeado para conselho médico internacional em fissuras

Professor da USP é o primeiro brasileiro nomeado para conselho médico internacional em fissuras

A Smile Train – instituição filantrópica internacional atuante em mais de 90 países com cirurgias e tratamentos complementares de fissura labiopalatina – anunciou, no dia 14 de janeiro de 2020, a inclusão de quatro novos membros ao seu Conselho Médico Consultivo.

Entre eles está o professor Nivaldo Alonso, chefe técnico da Seção de Cirurgia Craniofacial do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP-Bauru, docente da Disciplina de Cirurgia Plástica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e diretor do Serviço de Cirurgia Craniomaxilofacial do Hospital das Clínicas (HC) da FMUSP.

Presidente da Associação Brasileira de Cirurgia Crânio-Maxilo-Facial (ABCCMF) entre 2001 e 2002, Nivaldo Alonso é cirurgião parceiro da Smile Train desde 2008 e liderou treinamentos para parceiros em todo o Brasil, além de já ter sido presidente do Conselho Médico do Brasil.

Liderado pelo cirurgião de fissura labiopalatina de renome mundial Larry Hollier Jr., cirurgião chefe do Hospital Infantil do Texas e chefe de Cirurgia Plástica da Baylor College of Medicine (Estados Unidos), o Conselho Médico Consultivo da Smile Train é composto por especialistas de várias disciplinas como cirurgia, anestesia, genética, ortodontia e fonoaudiologia. A Smile Train conta com o conselho para ajudar a garantir que todos os seus programas ofereçam tratamentos de fissura complementares seguros e de alta qualidade para as crianças atendidas.

“Como a Smile Train continua a capacitar os parceiros locais para aumentar o acesso a cirurgias, anestesia e tratamentos complementares de fissuras nos países em desenvolvimento, a segurança dos pacientes e a qualidade do atendimento continuam sendo nossa prioridade. O Conselho Médico Consultivo da organização desenvolveu um Protocolo de Segurança e Qualidade que define os padrões exigidos para cuidados seguros com cirurgia e anestesia nos parceiros médicos da Smile Train em todo o mundo”, afirma Larry Hollier Jr. “É essencial que tenhamos um Conselho Médico Consultivo com representantes de diversas disciplinas para desenvolver diretrizes, programas de treinamento e iniciativas de pesquisa com foco em tratamentos complementares para fissuras”.

“Estamos felizes por receber nosso grupo de novos membros do conselho. Essas pessoas trazem uma riqueza de conhecimento e experiência em tratamentos complementares de fissura labiopalatina e serão um grande trunfo para orientar os programas globais de tratamento de fissuras da Smile Train”, ressalta Susannah Schaefer, presidente e CEO da Smile Train.

Sobre o HRAC/Centrinho-USP
Fundado em 1967, o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP é pioneiro em suas áreas de atuação e referência nacional e internacional no tratamento e pesquisa das anomalias craniofaciais congênitas, síndromes associadas e deficiências auditivas. A assistência é disponibilizada via Sistema Único de Saúde (SUS).

Reconhecido como hospital de ensino pelos Ministérios da Saúde e da Educação, o HRAC-USP é também um importante núcleo de formação de recursos humanos e de geração e difusão de conhecimento e inovações, com programa de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado), além de cursos lato sensu e de extensão (residências médicas e multiprofissionais, especializações e práticas profissionalizantes), todos gratuitos.

Nessas cinco décadas de atividades, o Hospital registra mais de 115.000 pacientes matriculados, vindos de todos os Estados do país, e já formou mais de 1.500 mestres, doutores, especialistas e outros profissionais em cursos de extensão universitária. Site: www.hrac.usp.br.

 

COMENTÁRIOS