Recomeço Família já fez mais de sete mil atendimentos

Recomeço Família já fez mais de sete mil atendimentos

Com o objetivo de acolher, orientar e apoiar essas pessoas, a Secretaria de Estado da Saúde criou, em fevereiro de 2014, o Recomeço Família, ação do Programa Recomeço que oferece acesso a informações sobre tratamento, atendimentos individuais, palestras e terapia em grupo.  A família é indiscutivelmente um dos pilares na luta contra a dependência química. Porém, os familiares do dependente também são afetados pelo problema em vários aspectos, necessitando de apoio em diversos momentos.

Desde 2014 até janeiro de 2018, o Recomeço Família realizou mais de 7 mil atendimentos, em 13 unidades em São Paulo. Além disso, 962 grupos de apoio e eventos foram realizados no ano passado, com um número aproximado de 32 mil pessoas beneficiadas por meio de palestras, eventos e capacitações.

“Tanto que atuamos integrados a uma rede de serviços específicos – Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Defensoria Pública, Fundo Social, equipamentos de saúde e assistência social –, bem como a grupos de ajuda mútua, como Amor-Exigente, Anônimos e Pastoral da Sobriedade, para encaminhar as famílias de acordo com as suas demandas.”

“Com essa iniciativa, esperamos não apenas informar como a família pode ajudar o dependente, mas oferecer amparo ao próprio familiar, que também é atingido pelo problema da dependência química”, explica o Psiquiatra do Cratod, Dr. Marcelo Ribeiro de Araújo

As mães de dependentes químicos respondem por 59,4% das pessoas que buscam o atendimento, seguidas por esposas (14,9%), pais (8,2%) e irmãos (7,8%). Os principais motivos que levam os familiares ao Recomeço Família são orientações para lidar com a situação (73,58%), seguidas por busca por tratamento/internações (23,58%).

“Meu filho recebeu tratamento através do Programa e foi muito bem atendido. Hoje ele é outra pessoa, muito mais interessado, querendo mudar sempre para melhor”, relata Maria de Lourdes, mãe de A.F paciente do Centro.

Capacitação de profissionais

Além das ações habituais, em 2014 o Recomeço Família capacitou profissionais de diversas área da saúde, de educação, assistência social e segurança pública no tema “Família e dependência química”, entre os quais 1.200 Agentes Comunitários de Saúde.

Mateus Lima é assistente social do Cratod e relata emoção em ajudar o próximo “é muito satisfatório quando você consegue ajudar uma vida, ver que ela está querendo ajuda”.

 

COMENTÁRIOS